A formação profissional em escolas primárias e em escolas normais primárias portuguesas (1844-1926)

José Manuel Matos, Alexandra Rodrigues, Rui Candeias

Resumo


Desde a reforma de 1844 que o ensino primário português passou a prever, após um 1o grau de formação genérica centrada na trilogia ler, escrever e contar, um 2o grau, e, entre 1911 e 1926, um 3o grau, designado por superior, com cursos práticos especiais para o ensino agrícola, industrial, comercial ou marítimo, de acordo com a localização das escolas, e que se reconhece também como um embrião de formação. Este artigo pretende pois estudar os modos como as escolas normais primárias abordaram a formação de professores nestas áreas no período 1844-1926 e, emparticular, saber como o ensino da matemática nessas escolas se adaptou a essa finalidade.


Palavras-chave


História do ensino da matemática. Ensino profissional. Ensino primário. Escolas normais. Formação de professores.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. C.; CANDEIAS, R. Os programas de matemática do ensino primário, da Telescola e do Ciclo Preparatório do Ensino Secundário. In: ALMEIDA, António José; MATOS, José Manoel (coord.). A matemática nos programas do ensino não-superior (1835-1974). Caparica: UIED/APM, 2014. p. 39-68.

BARROSO, João. Políticas educativas e organização escolar. Lisboa: Universidade Aberta, 2005.

CANDEIAS, António. Modernidade, educação e estatísticas na ibero-américa dos séculos XIX e XX. Lisboa: EDUCA, 2005.

CANDEIAS, R. A matemática na formação dos professores do ensino primário em Portugal da reforma pombalina de 1772 até 1910. In: MATOS, José Manoel (ed.). A matemática e o seu ensino na formação de professores: uma abordagem histórica. Lisboa: UIED, 2018. v. 1, p. 11-56.

https://doi. org/10.5007/2175-795x.2016v34n1p41

CARVALHO, Rómulo de. História do ensino em Portugal desde a fundação da nacionalidade até ao fim do regime de Salazar-Caetano. 2. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1986.

https://doi.org/10.1017/ s0041977x00120178

GOMES, Joaquim Ferreira. O ensino da pedagogia e da psicologia nas escolas normais primárias (1862-1974). Revista Portuguesa de Pedagogia, [s. l.], v. 30, n. 2, p. 103-157, 1996.

MATOS, José Manoel. A matemática no ensino não-superior em Portugal. In: ALMEIDA, António José; MATOS, José Manoel (coord.). A matemática nos programas do ensino não-superior (1835-1974). Caparica: UIED/APM, 2014. p. 15-35.

https://doi.org/10.11606/d.8.2007.tde-30112007- 155536

PINTASSILGO, Joaquim (ed). Escolas de formação de professores em Portugal. Lisboa: Colibri, 2012.

PORTUGAL. Decreto com força de lei de 21 de maio. Cria escolas normais superiores junto das Faculdades de Letras e de Ciências das Universidades de Coimbra e de Lisboa de 21 de maio de 1911. Diário do Governo, Lisboa, n. 73, p. 1341-1347, 30 mar. 1911.

https://doi.org/10.29094/ fishmed.2016.011

PORTUGAL. Decreto no 1. Reorganiza a Instrução Primária de 24 de dezembro de 1894. Lisboa: Imprensa Nacional, 1895. 9 (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1894). p. 1064-1076.

PORTUGAL. Decreto no 2.213. Regulamento e programas para o ensino normal primário de 10 de fevereiro de 1916. Diário do Governo, Lisboa, n. 24, p. 65-146, 10 fev. 1916.

PORTUGAL. Decreto no 11.730. Extingue as Escolas Primárias Superiores a partir de 30 de Junho de 1926 de 15 de junho de 1926. Diário do Governo, Lisboa, n. 126, p. 578-579, 15 jun. 1926.

https://doi.org/10.1590/s0074- 02761926000200005

PORTUGAL. Decreto no 5.787-A. Aprova e manda pôr em execução o regulamento das escolas primárias superiores de 10 de maio de 1919. Diário do Governo, Lisboa, n. 98, p. 1346A-1346HH, 10 maio 1919a.

PORTUGAL. Decreto no 6.137. Regulamenta o ensino primário e normal de 29 de setembro de 1919. Diário do Governo, Lisboa, n. 198, p. 2068-2093, 29 set. 1919b.

PORTUGAL. Decreto no 6.203. Programas do ensino primário geral, do ensino primário superior, do ensino normal primário e do exame de admissão às Escolas Normais Primárias de 7 de novembro de 1919. Diário do Governo, Lisboa, n. 227, p. 2229-2385, 7 nov. 1919c.

https://doi. org/10.11606/d.8.2014.tde-21012015-190807

PORTUGAL. Decreto no 8. Reforma do ensino primário e do ensino normal de 24 de dezembro de 1901. Lisboa: Imprensa Nacional, 1902. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1901). p. 1229-1246.

PORTUGAL. Instruções e programa regulando o provimento dos lugares de mestras da escola normal primária do sexo feminino em Lisboa. Lisboa: Imprensa Nacional, 1865. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1864). p. 2-5.

PORTUGAL. Lei no 233. Regulamento do ensino normal primário de 7 de julho de 1914. Diário do Governo, Lisboa, n. 111, p. 477-479, jul. 1914.

PORTUGAL. Programas das disciplinas do ensino primário de 18 de outubro de 1902. Lisboa: Imprensa Nacional, 1903a. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1902). p. 1034-1040.

PORTUGAL. Programas para o ensino normal de 4 de dezembro de 1902. Lisboa: Imprensa Nacional, 1903b. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1902). p. 1276-1289.

PORTUGAL. Reforma da Instrução Primária de 16 de agosto de 1870. Lisboa: Imprensa Nacional, 1871. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1870). p. 458-468.

PORTUGAL. Reforma do ensino primário de 2 de maio de 1878. Lisboa: Imprensa Nacional, 1879. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1878). p. 53-62.

PORTUGAL. Reforma Geral dos Estudos de 20 de setembro de 1844. Lisboa: Imprensa Nacional, 1845. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1844). p. 306-330.

PORTUGAL. Regulamento da Escola Normal Primária do distrito de Lisboa de 26 de outubro de 1845. Lisboa: Imprensa Nacional, 1846. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1845). p. 923-930. https://doi.org/10.21011/ apn.2017.1505

PORTUGAL. Regulamento da Escola Normal Primária do distrito de Lisboa. Lisboa: Imprensa Nacional, 1861. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1860). p. 814-821.

PORTUGAL. Regulamento da Escola Normal Primária para o sexo feminino no Distrito de Lisboa. Lisboa: Imprensa Nacional, 1864. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1863). p. 532-538.

PORTUGAL. Regulamento Geral do Ensino Primário

de 18 de junho de 1896. Lisboa: Imprensa Nacional, 1897. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1896). p. 474-519.

PORTUGAL. Regulamento para a execução de leis sobre a instrução primária de 28 de julho de 1881. Lisboa: Imprensa Nacional, 1882. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1881). p. 145-191.

PORTUGAL. Regulamento para o ensino primário de 20 de dezembro de 1850. Lisboa: Imprensa Nacional, 1851. (Coleção Oficial da Legislação Portuguesa, 1850). p. 896-903.

PROENÇA, Maria Cândida. A reforma Jaime Moniz. Lisboa: Colibri, 1997.

RODRIGUES, A. S. Os programas de matemática no ensino profissional. In: ALMEIDA, António José; MATOS, José Manoel (coord.). A matemática nos programas do ensino não-superior (1835-1974). Caparica: UIED/APM, 2014. p. 95-113.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2019.2.33830

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS