Formação de professores e programas de ensino de Matemática nos institutos normais de educação: uma análise da Escola Primária da Bahia (1836-1960)

Rosemeire dos Santos Amaral, Irani Parolin Santana, Claudinei de Camargo Sant’Ana

Resumo


Esta pesquisa tem por objetivo uma análise histórica dos cursos de formação de professores e dos programas de ensino de Matemática para a escola primária na Bahia entre 1836 (ano da instituição da primeira escola normal do Estado) e 1960 (década demarcada pelo Movimento da Matemática Moderna), levando-se em conta as reformas educacionais estaduais de 1890, 1913, 1918 e 1925 e as determinações para estrutura e funcionamento do Ensino Primário e dos Institutos Normais de Educação. As fontes históricas documentais, em especial as alocadas junto ao Repositório da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), são parte do constructo investigativo: Quais as permanências e rupturas referentes aos cursos de formação de professores e aos programas de ensino de Matemática pautadas na legislação educacional e nas práticas pedagógicas das escolas normais e da escola primária da Bahia entre 1836 e 1960? Os resultados da pesquisa elaboram uma trajetória da escola normal, bem como do ensino de Matemática no Brasil, em particular, na Bahia, séculos XIX e XX.

Palavras-chave


Bahia (1836-1960). Escola Primária. Formação de Professores. Programas de Ensino de Matemática. Institutos Normais de Educação.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, T. X. G. Falla que recitou o presidente da província da Bahia, abertura da Assembléia Legislativa da mesma província. [Salvador]: Relatórios de Administração Pública do Estado, 1839. Disponível em: https://repositorio. ufsc.br/handle/123456789/104554. Acesso em: 1 dez. 2018. https://doi.org/10.5380/rv.v0i39.39238

AMARAL, R. S. A cultura escolar do ensino de matemática nos anos iniciais: um panorama nos grupos escolares em Anagé, Brumado e Guanambi – Bahia (1938-2000). 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de PósGraduação em Educação, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Vitória da Conquista, 2015. Disponível em: http:// www2.uesb.br/ppg/ppged/wp-content/uploads/2016/10/ DISSERTACAO-ROSEMEIRE-AMARAL .pdf. Acesso em: 7 jan. 2019. https://doi.org/10.18226/610001/mostraxvi.2016.45

ARAÚJO, J. C. S.; SOUZA, R. F.; PINTO, R. M. N. (org.). Escola primária na primeira república (1889-1930): subsídios para uma história comparada. Araraquara: Junqueira & Marin, 2012.

ARRUDA, J. P. Histórias e práticas de um ensino na escola primária: marcas e movimentos da matemática moderna. 2011. Tese (Doutorado em Educação Científica e Tecnológica) – Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica, Universidade Federal de Santa Catariana, Florianópolis, 2011. Disponível em: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/1807. Acesso em: 7 jan. 2019. https://doi.org/10.22533/at.ed.8591910066

ASSIS, D. L. M. A expansão do ensino secundário no Sul da Bahia na década de 50 e primeira metade da década de 60 do Século XX. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 5., 2008, Aracaju. Anais [...]. Aracaju: [s. n.], 2008. Disponível em: http://www.sbhe.org.br/novo/ congressos/cbhe5/pdf/823.pdf. Acesso em: 4 dez. 2018. https://doi.org/10.4025/6cih.pphuem.685

AZEVEDO, P. J. M. Falla que recitou o excelentíssimo presidente da província da Bahia. [Salvador]: Relatórios de Administração Pública do Estado, 1841. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/104557. Acesso em: 1 dez. 2018.

BAHIA. [Constituição (1895)]. Constituição do Estado da Bahia. [Salvador]: Palácio do Governo do Estado da Bahia, 1895. https://doi.org/10.20287/doc.d20.dt2 BAHIA. Lei n. 1.846, de 14 de agosto de 1925. Reforma a Instrucção Publica do Estado. [Salvador]: Imprensa Official do Estado, 1925.

BASTO, L. P. A. Senhores do Conselho Geral de Província Bahia: na typographia imperial e nacional. [Salvador]: Relatórios de Administração Pública do Estado, 1830. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/ handle/123456789/104553. Acesso em: 1 dez. 2018.

CRUZ, A. R. S. Mestras do sertão: a carreira docente de mulheres formadas pela Escola Normal de Feira de Santana entre 1930 e 1949. In: MACHADO, C. J. S.; SANTIAGO, I. M. F. L.; NUNES, M. L. S. (org.). Gêneros e práticas culturais: desafios históricos e saberes interdisciplinares. Campina Grande: EDUEPB, 2010. https://doi. org/10.7476/9788578791193.0015

D’ANDREA, F. J. S. S. Falla dirigida a Assembléa Legislative Provincial da Bahia. [Salvador]: Relatórios de Administração Pública do Estado, 1845. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/104562. Acesso em: 1 dez. 2018.

D’AZEVEDO, A. I. Falla que recitou o presidente da provincia da Bahia. [Salvador]: Relatórios de Administração Pública do Estado, 1847. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/104564. Acesso em: 1 dez. 2018.

D’ESQUIVEL, M. O. O ensino de desenho e geometria para a escola primária na Bahia (1835-1925). 2015. Dissertação (Mestrado em Educação Científica e Formação de Professores) – Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Formação de Professores, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Jequié, 2015. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/135021. Acesso em: 4 dez. 2018. https://doi.org/10.22169/revint. v13i28.1306

HILSDORF, M. L. S. Cultura escolar/ cultura oral em São Paulo (1820-1860). In: VIDAL, D. G.; HILSDORF, M. L. S. (org.). Brasil 500 anos: tópicos em história da educação. São Paulo: USP, 2001. https://doi.org/10.1590/s010288392001000200002

LEMOS, G. L. R. A Escola Normal na Bahia e a Educação Feminina. In: JORNADA HISTEDBR: história, sociedade e educação no Brasil: história da educação: intelectuais, memória e política, 10., 2011, Vitória da Conquista. Anais [...]. Vitória da Conquista: UESB, 2011. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/acer_histedbr/jornada/jornada10/_files/zRq4aLpK.pdf. Acesso em: 4 dez. 2018. https://doi.org/10.20396/rho.v16i69.8643876

LEITÃO, J. Conferencia sobre o ensino de Matemática. [Salvador: s. n.], 1927. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/135023. Acesso em: 5 dez. 2018.

MAGALHÃES, J. J. M. Falla que recitou o presidente da provincia da Bahia. [Slavador]: Relatórios de Administração Pública do Estado, 1848. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/104566. Acesso em: 1 dez. 2018.

REIS, J. P. M. A escola Normal de Caetité na memória de professoras guanambienses. Revista Comciência, Guanambi, p. 65-73, 2007.

ROCHA, L. M. F. A Escola Normal na Província da Bahia. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: O Ensino e a Pesquisa em História da Educação, 5., 2008, Aracaju. Anais [...]. Aracaju: [s. n.], 2008. Disponível em: http://www.sbhe.org.br/novo/congressos/ cbhe5/pdf/10.pdf. Acesso em: 5 dez. 2018. https://doi.org/10.17648/galoa-cbee-6-30374

ROMANELLI, O. O. História da educação no Brasil (1930-1973). Petrópolis: Vozes, 1978.

SANTANA, I. P. A trajetória e a contribuição dos professores de matemática para a modernização da matemática nas escolas de Vitória da Conquista e Tanquinho (1960-1970). 2011. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) – Universidade Federal da Bahia, Universidade Estadual de Feira de Santana, Salvador, 2011. Disponível em: https://ppgefhc.ufba.br/sites/ppgefhc.ufba.br/files/irani_parolin_santana_-_dissertacao__a_trajetoria_e_a_contribuicao_dos_professores_de.pdf. Acesso em: 5 dez. 2018. https://doi.org/10.23864/cppv1-n1-162

SOUSA, I. C. Padres educadores, abolicionismo e instrução pública na Bahia, 1878 a 1886. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA – ANPUH, 26., 2011, São Paulo. Anais [...]. São Paulo: ANPUH, 2011.

VASCONCELLOS, J. J. P. Falla que recitou o presidente da provincia da Bahia. [Salvador]: Relatórios de Administração Pública do Estado, 1843. Disponível em: https://repositorio. ufsc.br/handle/123456789/104560. Acesso em: 1 dez. 2018.

VASCONCELLOS, J. J. P. Falla que recitou o presidente da provincia da Bahia. [Salvador]: Relatórios de Administração Pública do Estado, 1844. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/104561. Acesso em: 1 dez. 2018.

VILLELA, H. O. S. O mestre-escola e a professora. In: LOPES, E. M. T.; FARIA FILHO, L. M.; VEIGA, C. G. 500 anos de educação no Brasil. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2019.2.33788

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS