Planejamento e trabalho das Equipes gestoras de Educação Infantil

Marcela Lemos Leal Reis, Valdete Côco

Resumo


O artigo tematiza o planejamento com base em dados de pesquisa referentes à configuração do trabalho das equipes gestoras de Educação Infantil nas Secretarias Municipais de Educação. Ancorada em referenciais teóricometodológicos bakhtinianos, a pesquisa, de abordagem qualitativa e caráter exploratório, desenvolveu procedimento de aplicação de questionário às integrantes das equipes gestoras de Educação Infantil, sustentado em uma etapa inicial de observação. A análise dos dados indica que o planejamento educacional se articula diretamente ao trabalho das equipes, associado ao desenvolvimento da primeira etapa da Educação Básica.


Palavras-chave


Educação Infantil. Planejamento. Trabalho docente.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, M. M. Estética da criação verbal: prefácio à edição francesa Tzvetan Todorov. Tradução do russo Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BAKHTIN, M. M. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2009.

https://doi.org/10.1590/2176-457336646

BAKHTIN, M. M. Questões de literatura e estética: a teoria do romance. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 1993.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição [da] República Federativa do Brasil, Brasília: Senado Federal, 1988.

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/ConstituicaoCompilado.htm. Acesso em: 7 jun. 2013.

https://doi.org/10.11606/d.2.2010.tde-13122010-160747

BRASIL. Decreto nº 6.094, de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, pela União Federal, em regime de colaboração com Municípios, Distrito Federal e Estados, e a participação das famílias e da comunidade, mediante programas e ações de assistência técnica e financeira, visando

à mobilização social pela melhoria da qualidade da educação básica.

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6094.htm. Acesso em: 3 jan. 2016.

https://doi.org/10.21573/vol32n012016.56381

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 23 dez. 1996.

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 4 abr. 2013.

https://doi.org/10.11606/d.2.2017.tde-03102017-105747

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências.

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 27 jun. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros nacionais de qualidade para a educação infantil. Brasília: DF, MEC, SEB, 2006.

https://doi.org/10.20500/rce.v12i24.3658

BRASIL. Resolução CNE/CEB nº 5, de 17 de dezembro de 2009. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Diário Oficial da União, Brasília, 18 dez. 2009.

Disponível em: http://portal.mec.gov.br/conselhonacional-

de-educacao/atos-normativos--sumulas-parecerese-resolucoes?d=12816. Acesso em: 4 mar. 2013.

https://doi.org/10.21573/vol32n012016.65704

CAMPOS, M. M. A gestão da educação infantil no Brasil. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2012.

CÔCO, V. Conquistas, avanços, desafios e disputas na política de educação infantil: transformação na docência. In: RANGEL, I. S.; NUNES, K. R.; CÔCO, V. Educação infantil: redes de conversações e produções de sentidos com crianças e adultos. Petrópolis: De Petrus, 2013. p. 180-199.

https://doi.org/10.19177/prppge.v12e21201895-112

CÔCO, V. Trabalhador docente na educação infantil no Espírito Santo. In: FERREIRA, E. B.; OLIVEIRA, D. A.; VIEIRA, F. V. O trabalho docente na educação básica no Espírito Santo. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012. p. 59-80.

https://doi.org/10.1590/s1413-24782012000300007

FERNANDES, F. S.; GIMENES, N. A. S.; CAMPOS, M. M. Gestão educacional e educação infantil: formas de organização dos municípios para a implementação da política de educação infantil no Brasil. Revista Brasileira de Política e Administração na Educação, [S. l.], v. 29, n. 1, p. 61-78, jan./abr. 2013.

https://doi.org/10.1590/s1413-24782002000100009

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA (INEP). Censo Escolar. 2014. Brasília, DF: INEP, 2014.

Disponível em: http://portal.inep.gov.br/resumos-tecnicos. Acesso em: 1 abr. 2015.

https://doi.org/10.1163/1872-9037_afco_asc_1522

KRAMER, S. (Coord.). Formação de profissionais da educação infantil no Estado do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: Ravil, 2001. (Relatório de pesquisa).

https://doi.org/10.5327/z1806-3144201600040005

KRAMER, S. et al. Nos relatos de professores, conquistas e ambiguidades da educação infantil. In: KRAMER, S. Profissionais da educação infantil: gestão e formação. São Paulo: Ática, 2005. p. 38-54.

https://doi.org/10.11606/d.48.2013.tde-18122014-103728

KRAMER, S.; NUNES, M. F. Gestão pública, formação e identidade de profissionais de educação infantil. Caderno de Pesquisa, São Paulo, v. 37, n. 131, p. 423-453, maio/ago. 2007.

Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742007000200010&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 15 set. 2013.

https://doi.org/10.1590/s0100-15742007000200010

MELLO, A. S.; PORTO, C. L. Concepções de formação em serviço: uma pesquisa com profissionais de Secretarias Municipais de Educação. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 26., out. 2003. Caxambu. Trabalho apresentado.

Disponível em: http://26reuniao.anped.org.br/. Acesso em: 10 set. 2013.

https://doi.org/10.18675/2177-580x.vol7.n1.p49-67

NUNES, M. F. R. Educação infantil no Estado do Rio de Janeiro: um estudo das estratégias municipais de atendimento. 2005, 250 f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação: Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2005.

https://doi.org/10.17771/pucrio.acad.24856

VIEIRA, L. F.; OLIVEIRA, T. G. As condições do trabalho docente na educação infantil no Brasil: alguns resultados de pesquisa (2002-2012). Revista Educação em Questão, Natal, v. 46, n. 32, p. 131-154, maio/ago. 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2019.2.27176

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS