AS INTERROGAÇÕES COMO LEIS LÓGICAS

Antonio C. K. Soares

Resumo


As interrogações podem ser definidas como a disjunção de todas as suas possíveis respostas. Assim definidas, elas nada dizem e são equivalentes às leis lógicas. Basicamente, as interrogações, conforme a variável questionada, podem ser enunciativas (sem interrogativo), individuais ou predicativas (com interrogativo). Fundamentalmente as interrogações têm duas possíveis respostas (sim ou não); mas as individuais e as predicativas, por uma dessas respostas ser uma particularização, podem ser consideradas interrogações de múltiplas possíveis respostas.


Palavras-chave


Lei lógica, interrogação, interrogação enunciativa, interrogação individual, interrogação predicativa

Texto completo:

PDF

Referências


HINTIKKA, Jaakko. Lógica, juegos de lenguaje e información. Temas kantianos de filosofia de la lógica. Madrid: Tecnos, 1976. 333 p.

PFJOR, Arthur N. Historia de la lógica. Madrid: Tecnos, 1976. 252 p.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Tractatus Logico-Philosophicus. São Paulo: EDUSP, 1993. 281 p.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-6746.1997.4.35755



ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


ISSN-L: 0042-3955 | e-ISSN: 1984-6746


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada. Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS