RAZÃO TEÓRICA E RAZÃO PRÁTICA EM KANT

Thadeu Weber

Resumo


O estabelecimento de um paralelismo entre razão teórica e razão prática permite explicitar o âmbito de cada uma delas. A restrição do uso da razão assegura, por um lado, o caminho seguro da ciência e mostra, por outro lado, que há um uso prático da razão - a moral, isto é, que ela pode determinar imediatamente à vontade.


Palavras-chave


Ciência, moral, razão.

Texto completo:

PDF

Referências


BECK, L. W., A commentary on Kant's critique of praticai reason. Londres, The Universlty of Chicago Press, 1980.

CAFFARENA, E. Gomez. Razón Prática, Razón Utópica . In: Agora: Papeles de Filosofia. Santiago de Compostela: Imprenta Universitária, 1988, p. 177-192.

KANT, 1 . Cntica da Razão Prática. Llsboa, Edições 70, 1986. (Trad. de Artur Morão).

- --. Fundamentação da Metafisica dos Costumes. Llsboa, Edições 70, 1986. (Trad. de Paulo Ouintela)

- --. Cntica da Razão Pura: São Paulo: Abril Cultural, 1980.

HEGEL, G. W. F.Grundlinien der Philosophie des Rechts. Frankfurt am Main, Suhrkamp, 1986.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-6746.1997.4.35750



ISSN-L: 0042-3955 | e-ISSN: 1984-6746


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada. Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS