DA MORTE DA ARTE EM HEGEL A SUA EXISTÊNCIA AUTÔNOMA

Custódio Luís S. de Almeida

Resumo


Este artigo é um diálogo com Hegel e Gadamer, partindo da pergunta: "O que é arte?''. Hegel é um divisor de águas; pode-se dizer que a arte antes de Hegel é uma coisa e depois de Hegel outra. Com Hegel diremos que a arte "morreu" ou foi supra assumida pelo espírito absoluto; se isso não significa morte, é, pelo menos, perda de identidade - de autonomia. Com Gadamer diremos que a arte é arte, sem estar dizendo uma tautologia; pois essa seria a melhor forma de dizer que arte não tem conceito e nem depende de conceito para ser arte; a arte é enquanto tal, sem pendências e sem dependências.


Texto completo:

PDF

Referências


DE BONI, Luis A. (Org.). Finitude e transcendência. Petrópolis: Vozes, 1996.

DUARTE, Rodrigo A. P. (Org.). Anais: morte da arte. Belo Horizonte: Laboratório de Estética da FATICH/

UFMG, 1993.

GADAMER, Hans Georg. La actualidad de lo bello. Barcelona: Paidós I I.C.E. - U.A.B., 1991.

- --. Verdad y metada I, 5. ed. Salamanca Ediciones Sígueme, 1993.

HEGEL, G. W. F. Estética. Lisboa: Guimarães Editores, 1993.

---. Fenomenologia do espírito, 2. ed. Petrópolis (RJ): Vozes, 1993.

OLNEIRA, Manfredo A. de. Reviravolta Lingüístico-pragmática na filosofia contemporânea. São Paulo: Loyola, 1996.

PLATÃO. O Banquete. Tradução de José Cavalcante de Souza & Outros. São Paulo: Abril Cultural, Coleção Os Pensadores, 1983.

- --. Fedro. Tradução de Carlos Alberto Nunes. Belém: Universidade Federal do Pará, 1975.

- --. Sofista. Tradução de José Cavalcante de Souza & Outros. São Paulo: Abril Cultural, Coleção Os Pensadores, 1983.

TUGENDHAT, Ernst. Autoconciencia y autodeterminación: una interpretación lingüistico-analítica. Madrid: Fondo de Cultura Ecónomica, 1993.

TUGENDHAT, E. & WOLF, Ursula. Propedêutica lógico-semântica. Petrópolis (RJ): Vozes, 1997.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-6746.1997.4.35748



ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


ISSN-L: 0042-3955 | e-ISSN: 1984-6746


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada. Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS