FORMAÇÃO E COMPETÊNCIA: os desafios do serviço social

Elivete Cecília de Andrade

Resumo


Este texto apresenta alguns aspectos significativos que marcaram o processo de formação dos assistentes sociais do Curso de Serviço Social de Tubarão, Santa Catarina. Através da análise de sua trajetória, evidenciamos as lutas instauradas e as relações estabelecidas com o campo do poder, as quais estão associadas à trajetória do referido curso.


Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Elivete C. de. O campo educacional e a fomiação do Assistente Social. Dissertação (Mestrado em Metodologias do Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica do RS, 1996.

BACHERARD, Gaston. O novo espírito cientifico. Llsboa: Edições 70, 1986.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Llsboa: Difel, 1989.

---. A economia das trocas simbólicas. São Paulo: Perspectiva, 1992.

---. Coisas ditas. São Paulo: Brasiliense, 1990.

---. Razões práticas, sobre a teoria da ação. São Paulo: Papiros, 1996. DESAULNIERS, Julieta Beatriz R. A dinâmica estrutural do campo religioso: alguns dados empíricos. Ventas, Porto Alegre, v. 41. n.162, p.249-260, jun. 1996.

---. A perspectiva habermasiana na investigação científica: considerações iniciais. Ventas, Porto Alegre: v. 41. n. 162, p.279-280, jun. 1996.

---. Formação, competência e cidadania. Porto Alegre: PUC, 1995. (Apostila mimeo).

IAMAMOTO, Marilda Villela. Renovação e conservadorismo no serviço social: ensaios críticos. São Paulo: Cortez, 1992.

NETTO, José Paulo. Ditadura e serviço social: uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64. São Paulo: Cortez, 1991.

ORTIZ, Renato (Org.) Pierre Bourdieu. São Paulo: Ática (Coleção grandes cientistas sociais, 39). 1994.

SILVA, Maria Ozanira da Silva e (Coord.). O serviço social e o popular: resgate teórico-metodológico do projeto profissional de ruptura. São Paulo: Cortez, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-6746.1997.2.35661

ISSN-L: 0042-3955

e-ISSN: 1984-6746


Veritas - Revista Quadrimestral de Filosofia da PUCRS

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos princípios recomendados por essa organização de referência internacional em ética e integridade na publicação científica.http://www.publicationethics.orgbr>

Licencia Creative Commons

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS