“GOT(T)HEIT”: A DEIDADE EM ECKART E HEIDEGGER

Giusi Strummiello

Resumo


 

O presente artigo tem por objetivo investigar e comparar o sentido do termo “Deidade" (Gottheit) nas obras de Mestre Eckhart (1260- 1328) e Martin Heidegger (1889-1976). Não obstante as reduzidas referências explicitas à utilização eckhartiana do termo, podemos verificar que aspectos fundamentais desta utilização são retomados por Heidegger servindo, todavia, ao desenvolvimento de um projeto de pensamento que não se deixa harmonizar completamente com a intenção de Eckhart.

 


Palavras-chave


Deidade (Gottheit). Mestre Eckhart. Martin Heidegger. Ontologia. Ontoteologia. Superação da metafísica. Unidade divina.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-6746.2002.3.34882



ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


ISSN-L: 0042-3955 | e-ISSN: 1984-6746


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada. Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS