Humanidade, saúde e crise de corporeidade da pós-modernidade

Renato Ferreira Machado

Resumo


O artigo estuda a crise de corporeidade na pós-modernidade. A atual obsessão por produtividade e sucesso desfigura a consideração do corpo humano, esvaziando-o de humanidade. Para recuperá-la, é necessário levar em conta não apenas valores vigentes, como a busca da juventude eterna, o consumismo e a saúde, mas também entender o corpo à luz dos valores da antropologia e soteriologia cristãs, que afirmam a ressurreição da carne e a vida eterna.

Palavras-chave


Corporeidade. Antropologia cristã. Ressurreição da carne. Humanidade. Saúde.

Texto completo:

PDF


ISSN-L: 0103-314X

e-ISSN: 1980-6736



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS