Diálogo ecumênico, promoção humana e busca da paz

Tiago de Fraga Gomes

Resumo


A divisão entre os cristãos é uma realidade dramática. É urgente uma nova concepção identitária que prescinda de uma perspectiva polêmica e apologética, para abraçar uma postura mais fraternal e dialógica. Pensar ecumenicamente, segundo Wolff, requer disposição para entender as razões do outro, para receber críticas e para mudar de opinião caso seja necessário. Convivência, cooperação e diálogo são correlatos de toda ação ecumênica. Geffré propõe algumas condições para o diálogo ecumênico: respeito às diferenças, fidelidade à própria identidade, reconhecimento de certa igualdade entre os interlocutores e busca de pontos em comum sobre os quais se possam estabelecer acordos. Por coerência, os cristãos nunca deveriam renunciar à luta pela justiça, pelos direitos humanos e pela paz, e somente unidos terão chances de persistir nessa empreitada. Segundo Von Sinner, três valores ajudam no empenho ecumênico em busca da paz: confiança, esperança e serviço. A cooperação entre os cristãos no serviço à promoção humana e à busca da paz é o princípio e a culminância do empenho ecumênico.


Palavras-chave


Diálogo. Cooperação. Ecumenismo. Promoção Humana. Paz.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTONIAZZI, Alberto. A missão da Igreja no documento. In: Santo Domingo: ensaios teológicopastorais. Petrópolis: Vozes, 1993.

ARBOLEDA MORA, Carlos. Medio siglo de ecumenismo: retos del futuro. Cuestiones Teológicas, Medellín, v. 40, n. 93, p. 199-212, jan.-jun. 2013.

BÍBLIA. Português. A Bíblia de Jerusalém. Nova edição rev. e ampl. São Paulo: Paulus, 2002.

BIZON, José et al. (Org.). Diálogo inter-religioso: 40 anos da declaração Nostra Aetate, 1965-2005. São Paulo: Paulinas, 2005.

______. Ecumenismo: 40 anos do decreto Unitatis Redintegratio, 1964-2004. São Paulo: Paulinas, 2004.

DIAS, Zwinglio Mota. Sobre os empenhos ecumênicos na promoção defesa dos direitos humanos. Plura, Juiz de Fora, v. 4, n. 1, p. 116-126, jan.-jun. 2013.

FRANCISCO. Exortação Apostólica Evangelii Gaudium: sobre o anúncio do Evangelho no mundo atual. São Paulo: Paulinas, 2013.

FRESTON, Paul. Fé bíblica e crise brasileira: posses e política, esoterismo e ecumenismo. São Paulo: ABU, 1992.

GEFFRÉ, Claude. Como fazer teologia hoje: hermenêutica teológica. Trad. Benôni Lemos. São Paulo: Paulinas, 1989.

______. Crer e interpretar: a virada hermenêutica da teologia. Trad. Lúcia M. Endlich Orth. Petrópolis: Vozes, 2004.

______. De Babel à Pentecostes: ensaios de teologia inter-religiosa. Trad. Margarida Maria Cichelli Oliva. São Paulo: Paulus, 2013.

GOMES, Tiago de Fraga. A eclesiologia conciliar na América Latina: a comunhão gera a missão. Porto Alegre: Editora Fi, 2015.

HAMMES, Érico João. Mística e espiritualidade da paz e não violência. Pistis e Práxis, Curitiba, v. 7, n. 1, p. 65-82, jan.-abr. 2015.

HORTAL, Jesús. E haverá um só rebanho: história, doutrina e prática católica do ecumenismo. 2. ed. São Paulo: Loyola, 1996.

IV CONFERÊNCIA GERAL DO EPISCOPADO LATINO-AMERICANO. Santo Domingo: nova evangelização, promoção humana e cultura cristã. Tradução oficial da CNBB. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1993.

LONGUINI NETO, Luiz. O novo rosto da missão: os movimentos ecumênico e evangelical no protestantismo latino-americano. Viçosa: Ultimato, 2002.

PAULO VI. Exortação Apostólica Evangelii Nuntiandi: sobre a evangelização no mundo contemporâneo. 20. ed. São Paulo: Paulinas, 2008.

PONTIFÍCIO CONSELHO PARA A PROMOÇÃO DA UNIDADE DOS CRISTÃOS; FEDERAÇÃO LUTERANA MUNDIAL. Do conflito à comunhão: comemoração conjunta católico-luterana da Reforma em 2017. Relatório da Comissão Luterana – Católico-Romana para a Unidade. Tradução de Érico João Hammes. Brasília: Edições CNBB; São Leopoldo: Sinodal, 2015.

VON SINNER, Rudolf. Confiança e convivência: reflexões éticas e ecumênicas. São Leopoldo: Sinodal, 2007.

WOLFF, Elias. Caminhos do ecumenismo no Brasil: história, teologia, pastoral. São Paulo: Paulus, 2002.

______. Concílio Vaticano II: o diálogo na Igreja e a Igreja do diálogo. Cadernos de Teologia Pública, São Leopoldo, v. 12, n. 101, p. 1-23, 2015.

______. Elementos para uma espiritualidade do diálogo inter-religioso. Encontros Teológicos, Florianópolis, v. 31, n. 2, p. 295-308, maio-ago. 2016.

______. Igrejas e ecumenismo: uma relação identitária. Estudos Teológicos, São Leopoldo, v. 45, n. 2, p. 18-30, 2005.

______. Divisões na Igreja: desafios para o ecumenismo hoje. Theologica Xaveriana, Bogotá, v. 65, n. 180, p. 381-407, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-6736.2017.1.25729

ISSN-L: 0103-314X

e-ISSN: 1980-6736



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS