A criminologia crítica para além da crise: um estudo sobre a suposta crise da criminologia e suas transformações no período neoliberal

Jackson da Silva Leal, Fernando Vechi

Resumo


O presente artigo tem como foco central o que se postulou como sendo a crise da criminologia crítica na década de 80 do século XX. Analisa-se em que contexto se insere essa suposta crise, e o debate travado entre importantes teóricos como Massimo Pavarini e Alessandro Baratta, tendo-se ainda a contribuição de Elena Larrauri. Tem-se como objetivo o aprofundamento teórico e reflexão sobre as funções que desempenha a criminologia em meio a sociedade da virada do século XX para o XXI e suas transformações sociais. Trabalha-se com o marco teórico proporcionado pelas últimas décadas de desenvolvimento analítico e empírico da criminologia crítica, tendo-se como ponto de partida uma visão desde a região latino-americana.


Palavras-chave


criminologia critica; neoliberalismo; crise

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Vera Regina Pereira de. Do paradigma etiológico ao paradigma da reação social: mudança e permanência de paradigmas criminológicos na ciência e no senso comum. Revista Seqüência, Florianópolis, n. 30, 1995.

ANITUA, Gabriel Ignacio. Histórias dos pensamentos criminológicos. Rio de Janeiro: Revan; Instituto Carioca de Criminologia, 2008.

BARATTA, Alessandro. Criminologia crítica e crítica do direito penal – introdução a sociologia do direito penal. Rio de Janeiro: Revan; Instituto Carioca de Criminologia, 2002.

BARATTA, Alessandro. ¿Tiene futuro la criminología crítica? In: Criminología y Sistema Penal. Buenos Aires/Montevideo: BdeF, 2004.

CASTRO, Lola Aniyar de. Criminologia da reação social. Rio de Janeiro: Forense, 1983.

HRISTIE, Nils. A indústria do controle do crime: a caminho dos Gulag’s em estilo ocidental. Tradução de Luis Leiria. Rio de Janeiro: Forense, 1998.

GARLAND, David. A cultura do controle: crime e ordem social na sociedade contemporânea. Rio de janeiro: Revan; Instituto Carioca de Criminologia, 2008.

HOBSBAWM, E. J. Era dos extremos: o breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

LARRAURI, Elena. La Herencia de la criminología crítica. Ciudad de Mexico/DF: Siglo XXI, 2009.

MELOSSI, Dario. ¿Está en crisis la criminologia critica? In: Revista Nuevo Foro Penal, Bogotá/Colombia: Temis, p. 511-521, 1984.

OLMO, Rosa Del. A América Latina e sua criminologia. Rio de Janeiro: Revan; Instituto Carioca de Criminologia, 2004.

PAVARINI, Massimo. Control y dominación. Teorías criminológicas burguesas y proyecto hegemónico. México: Siglo Veintiuno, 1988.

RUSCHE, Georg; KIRCHHEIMER, Otto. Punição e estrutura social. Rio de Janeiro: Revan; Instituto Carioca de Criminologia, 2004.

SIMON, Jonathan. Governing through crime: how the war on crime transformed American democracy and created a culture of fear. Nova York: Oxford University Press, 2007.

SWAANINGEN, René van. Barriendo las calles: sociedade civil y seguridade ciudadana en Rotterdam. In: Revista Española de Investigación Criminológica, Barcelona, n. 5, p. 1-21, 2007.

SWAANINGEN, René van. La politica de seguridade ciudadana en Holanda: traficando con el miedo. In: Revista Española de Investigación Criminológica, Barcelona, n. 3, 2005.

TAYLOR, Ian; WALTON, Paul; YOUNG, Jock. Criminologia crítica. Rio de Janeiro: Graal, 1980.

ZAFFARONI, Eugenio Raúl. A questão criminal. Rio de Janeiro: Revan, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/2177-6784.2016.2.24283

e-ISSN: 2177-6784



Sistema Penal & Violência revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências Criminais da PUCRS.

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS