Estudos sobre cognição humana na revista Psico nos últimos 40 anos

Rochele Paz Fonseca, Janice Pureza, Hosana Gonçalves, Rodrigo Grassi de Oliveira, Christian Haag Kristensen, Lilian Milnitsky Stein

Resumo


A Psicologia Cognitiva estabeleceu-se como uma importante abordagem teórica da ciência psicológica em todo o mundo. Este artigo objetivou revisar os trabalhos teóricos e empíricos sobre a Psicologia Cognitiva e áreas afins publicados entre 1971 e 2011 na revista Psico – uma das poucas e mais antigas revistas científicas de Psicologia no Brasil. Setenta e um volumes foram pesquisados, resultando em 55 artigos analisados por três revisores independentes. Os resultados mostraram um aumento de publicações sobre os processos cognitivos nas últimas décadas. Os mais frequentemente investigados foram memória (27,5% dos artigos), funções executivas (20,9%) e linguagem (17,6%). Quanto às questões metodológicas, a maioria dos estudos utilizou um delineamento transversal, com grupos únicos (isto é, sem grupo controle), com participantes adultos e não-clínicos, e empregou testes psicológicos padronizados para avaliar as funções cognitivas. Quando considerados conjuntamente, estes resultados apresentam um quadro razoavelmente representativo do estudo da cognição humana no Brasil.

Palavras-chave


Psicologia Cognitiva; cognição humana; história da psicologia; ciência cognitiva.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.