A Problemática do Desenvolvimento de Crianças Assistidas por Clínicas-Escola Brasileiras Mudaram no Decorrer das Décadas?

Cristine Boaz, Maria Lúcia Tiellet Nunes, Vania Naomi Hirakata

Resumo


Objetiva-se verificar, através de dados estatísticos inferenciais, se houve mudanças nas descrições das problemáticas do desenvolvimento de crianças assistidas por clínicas-escola brasileiras com o passar das últimas três décadas. Foi realizada pesquisa quantitativa descritiva, retrospectiva, a partir de material documental arquivado sobre atendimento psicoterápico de 2155 crianças (idade de um a 12 anos) de três clínicas-escola de Porto Alegre, RS.
Para determinar a variável problema desenvolvimental foram utilizadas as escalas do CBCL. Constatou-se que as meninas foram encaminhadas apresentado mais problemas desenvolvimentais relacionados a retraimento/depressão
(c² = 29,909; p < 0,001), e os meninos, problemas de atenção (c² = 29,909; p < 0,001). Os problemas desenvolvimentais que apareceram com frequências semelhantes entre os sexos nas três décadas foram: problemas de aprendizagem, comportamento desafiador e problemas de pensamento.

Palavras-chave


Clinica-escola; problemática do desenvolvimento; crianças.

Texto completo:

PDF




e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.