Estudo Psicossocial da Maconha entre Adolescentes do Arquipélago de Fernando de Noronha-PE

Ludgleydson Fernandes de Araújo, Elba Celestina do Nascimento Sá, Edna de Brito Amaral, Regina Ligia Wanderley de Azevedo, Jorgeano Gregório Lobo Filho

Resumo


Tendo em vista o aumento do uso abusivo de substâncias psicoativas, em particular, a maconha, na realidade brasileira, a presente pesquisa teve como objetivo verificar as representações sociais acerca do uso da maconha entre estudantes do Arquipélago de Fernando de Noronha-PE. Participaram 50 sujeitos, de ambos os sexos, do ensino fundamental e médio, com média de idade de 20 anos. Utilizou-se entrevista semiestruturada e o teste de associação livre de palavras que precederam as regras de anonimato e espontaneidade à participação; utilizou-se a análise de conteúdo e a técnica das redes semânticas para compreensão dos resultados. Foram apreendidas representações da maconha sendo ressaltados os aspectos prejudiciais de sua utilização pelos estudantes. Conclui-se pela importância de medidas preventivas de intervenção com jovens e por meio de informação e sensibilização aos danos partindo das representações colhidas.


Palavras-chave


Maconha; estudantes; representações sociais.

Texto completo:

PDF




e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.