Fidedignidade entre avaliadores no Teste de Apercepção Familiar (FAT)

Liza Fensterseifer, Blanca Susana Guevara Werlang, Gabriela Quadros de Lima, Mariana Esteves Paranhos

Resumo


O Teste de Apercepção Familiar (FAT) é uma técnica projetiva que avalia o processo de funcionamento e a estrutura familiar, do ponto de vista de quem o responde. Constituído por 21 lâminas com cenas familiares, propõe-se ao sujeito que conte uma história para cada uma destas. O objetivo do presente estudo foi investigar a fidedignidade entre avaliadores, neste instrumento. Participaram 160 crianças e adolescentes de escolas públicas e privadas de Belo Horizonte e Porto Alegre. Os instrumentos foram uma Ficha de Dados Sociodemográficos, o Teste Matrizes Progressivas de Raven e o FAT. As histórias contadas foram gravadas, transcritas e submetidas ao exame de três juízes. O grau de concordância, verificado através da estatística Kappa, foi satisfatório, sendo quase perfeito na maioria das categorias. Os três juízes concordaram em suas avaliações, demonstrando que o sistema de categorização das respostas é sólido, possibilitando a qualificação das propriedades psicométricas deste instrumento.

Palavras-chave


Teste de Apercepção Familiar (FAT); Fidedignidade entre avaliadores. Estrutura e funcionamento familiar; Técnica projetiva.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.