Análise de influências em dietas de emagrecimento

Morgana Rafaela Saueressig, Kally Janaina Berleze

Resumo


Considerando o fracasso na manutenção de dietas de emagrecimento, cuja à influência de vários fatores psicológicos é um dos fatores etiológicos, como relatado pela literatura, este estudo, através de questionário estruturado e aplicação de Inventários Beck para ansiedade e depressão; analisou quais fatores interferem na eficácia do tratamento da obesidade. Participaram 39 pacientes, sendo maioria o público feminino, 84,6% (36). Correlacionando Índice de massa corporal (IMC), encontrou-se no cruzamento com circunferência da cintura (CC) uma correlação positiva e forte (r=830, p<0,001) e significativa e moderada com percentual (%) de gordura (r=0, 408, p=0,010). Obser-
vou-se na correlação com o Inventário de depressão que 60% (p=0,004), 73,3% (p=0,022) e 93,3% (p=0,115) dos pacientes apresentam baixa autoestima, crises de humor depressivo e ansiedade, respectivamente. Espera-se, em contexto com os aspectos psicológicos, auxiliar os profissionais a intervir com maior sucesso sobre a aderência terapêutica.

Palavras-chave


Obesidade; fenômenos e processos psicológicos; crenças.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.