A suspeita em Freud: o estatuto da interpretação em psicanálise

Tiago Ribeiro Nunes, Renata Wirthmann Gonçalves Ferreira, Wesley Godoi Peres

Resumo


O presente estudo destaca o tema da suspeita em Freud. Partindo da hipótese de que, em Freud, a suspeita se realiza sob a forma do inconsciente e que o inconsciente freudiano recusa exaurir-se na tradução, demonstraremos que a interpretação psicanalítica afirma, sobretudo, a característica diferencial de um inconsciente no qual o significante e o afeto encontram-se fundidos sob a forma da falha.

Palavras-chave


Psicanálise; interpretação; falha.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.