Validação das escalas de satisfação com a vida e afetos para idosos rurais

Francisco José Batista de Albuquerque, Flávia Márcia de Sousa, Cíntia Ribeiro Martins

Resumo


O presente estudo buscou adaptar e validar as Escalas de Satisfação com a Vida (ESV) e de Afetos Positivos e Negativos (EAPN) para idosos residentes em ambiente rural da Paraíba, Brasil. Participaram 342 idosos, com idades entre 60 e 80 anos. Utilizou-se um questionário biodemográfico, a ESV e a EAPN. As escalas de resposta variavam de 0 (nada) a 10 (extremamente). Foram realizadas análises descritivas e análise fatorial exploratória. A ESV apresentou-se como unidimensional (4 itens) através da Análise Fatorial dos Eixos Principais, fixando um fator (Alfa de Cronbrach = 0,84), explicando 59,07% do construto. Já a EAPN configurou-se como bidimensional através da Análise dos Componentes Principais com rotação Oblimin, formada pelos fatores afetos positivos (4 itens) e afetos negativos (5 itens), explicando respectivamente, 40,88% e 18,18% da variância total, e com Alfa de Cronbrach de 0,78 em cada fator. Neste sentido, as duas escalas mostraram-se adequadas para amostra em questão.

Palavras-chave


Satisfação com a vida; afetos; bem-estar subjetivo; idosos; validade.

Texto completo:

PDF




e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.