Representações sociais da velhice LGBT entre Agentes Comunitários de Saúde

Ludgleydson Fernandes de Araújo, Ana Gabriela Aguiar Trévia Salgado, José Victor De Oliveira Santos, Lorena Alves de Jesus, Luciana Kelly da Silva Fonseca

Resumo


A pesquisa objetivou identificar as representações sociais da velhice LGBT entre Agentes Comunitários de Saúde. Participaram 50 profissionais, com idades entre 25 e 49 anos, de dois estados diferentes da Região Nordeste do Brasil. Foram utilizadas entrevistas semiestruturadas e questionários sociodemográficos analisados pelo software Iramuteq que classificou as representações sociais dentro de classes com proximidade lexical. A Classificação Hierárquica Descendente gerou seis classes a partir do corpus. Os resultados indicam representações que veem o idoso LGBT como ser de luta dentro do cenário excludente que há na sociedade. Ademais, as suas crenças geraram discursos que colocam a sua prática como potencial gestor de saúde ao segmento. Acredita-se que os dados registrados ofereçam base à discussão de vulnerabilidades e potencialidades da população pesquisada.


Palavras-chave


velhice, representação social, sexualidade, profissionais da saúde.

Texto completo:

PDF

Referências


Aragusuku, H. A., & Lopes, M. (2016). Preconceito, Discriminação e Cidadania LGBT: Políticas Públicas em Mato Grosso e no Brasil. Revista de Antropologia do Centro-Oeste, 3(5), 17.

Araújo, L. F., & Carvalho, V. Â. M. D. L. (2005). Aspectos sócio-históricos e psicológicos da velhice. Mneme – Revista de Humanidades, 6(13), 228-236.

Araújo, A. O., & Guarato, D. Z. (2010). Envelhecimento e saúde mental: atividade física, envelhecimento e a manutenção da saúde. Uberlândia: Edufu. https://doi.org/10.14393/edufu-978-85-7078-254-0

Araújo, L. F., & Fernández-Rouco, N. (2016). Idosos LGBT: Fatores de Risco e Proteção. Em Falcão, D. V. da S., Pedroso, J. da S., & Araújo, L. F. de (orgs.). Velhices: temas emergentes nos contextos psicossocial e familiar (pp. 129-138). Campinas: Alínea.

Areosa, S. V. (2015). Envelhecimento e universidade: Um estudo do fórum gaúcho das IES do Rio Grande do Sul. São Leopoldo: Casa Leiria Editora. https://doi.org/10.17533/udea.iee.v33n1a18

Beauvoir, S. A. (1990). A velhice. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Brasil. (2012). Política Nacional de Atenção Básica.

Brasília: Ministério da Saúde.

Brasil . (2009). Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de LGBT. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos. https://doi.org/10.1590/1413-81232014198.06322014

Brasil . (2013). Política Nacional de Saúde Integral de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT). Brasília: Ministério da Saúde. https://doi.org/10.1590/s0034-89102008000300027

Cahill, S. (2015). Community resources and government services for lgbt older adults and their families. In N. A. Orel & C. A. Fruhauf (Orgs.). The lives of LGBT older adults: Understanding challenges and resilience (pp. 141-169). Washington, DC: American Psychological Association. https://doi.org/10.1037/14436-007

Camargo, B. V., Contarello, A., Wachelke, J. F. R., Morais, D. X., & Piccolo, C. (2014). Representações sociais do envelhecimento entre diferentes gerações no Brasil e na Itália. Psicologia em Pesquisa, 8(2), 179-188.

Camargo, B. V., & Justo, A. M. (2013). IRAMUTEQ: um software gratuito para análise de dados textuais. Temas em Psicologia, 21(2), 513-518. https://doi.org/10.9788/tp2013.2-16

Carneiro, R. S., Falcone, E., Clark, C., Del Prette, Z., & Del Prette, A. (2007). Qualidade de vida, apoio social e depressão em idosos: relação com habilidades sociais. Psicologia: Reflexão e Crítica, 20(2), 229-237. https://doi.org/10.1590/s0102-79722007000200008

Coelho, A. V. R. (2006). O Sentido subjetivo da sexualidade na terceira idade. Monografia (Mestrado em Psicologia) – Universidade Católica de Goiás, Goiânia, Brasil.

Corrêa-Ribeiro, R., Abdo, C. H. N., & E. F. Camargos. (2016). Lésbicas, gays e bissexuais idosos no contexto do envelhecimento. Geriatrics, Gerontology and Aging, 10(3), 158–163. https://doi.org/10.5327/z2447-211520161600023

Cruz, R. C., & Ferreira, M. A. (2011). Um certo jeito de ser velho: representações sociais da velhice por familiares de idosos. Texto & Contexto Enfermagem, 1, 144- 151. https://doi.org/10.1590/s0104-07072011000100017

Facchini, R., & França, I. L. (2009). De cores e matizes: sujeitos, conexões e desafios no Movimento LGBT brasileiro. Sexualidad, Salud y Sociedad-Revista Latinoamericana, (3), 54-81. Recuperado de: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/SexualidadSaludySociedad/article/view/41/466

Daniel, F., Antunes, A., & Amaral, I. (2015). Representações sociais da velhice. Análise Psicológica, 33(3), 291-301. https://doi.org/10.14417/ap.972

Debert, G.G. (2004). A reinvenção da velhice: Socialização e Processos de Reprivatização do Envelhecimento. São Paulo: Ed. Da Universidade de São Paulo, Fapesp. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8235.v48i0p219-265

Doise, W. (1990). Les représentations sociales. Traité de Psychologie Cognitive, 3, 190-198.

Fernandez, O. (2010). Homossexuais, cidadania e direitos humanos no Brasil. In G. Venturi (Org.). Direitos humanos: percepções da opinião pública. Brasília-DF: Secretaria de direitos humanos da presidência da república. https://doi.org/10.26512/2014.11.d.18267

Fernández-Rouco, N., Sánchez, F. L., & González, R. J. C. (2012). Transexualidad y vejez: una realidad por conocer. Kairós Gerontologia. Revista da Faculdade de Ciências Humanas e Saúde, 15(3), 15-25.

Filgueiras, A.S, & Silva A. L. A. (2011). Agente Comunitário de Saúde: um novo ator no cenário da saúde do Brasil. Physis, 21 (3),899-916. https://doi.org/10.1590/s0103-73312011000300008

França, I. L. (2006). Cercas e pontes: o movimento GLBT e o mercado GLS na cidade de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo. https://doi.org/10.11606/d.8.2006.tde-03092007-141155

Fredriksen-Goldsen, K. I. (2016). The Future of LGBT+ Aging: A Blueprint for Action in Services, Policies, and Research. Generations, 40(2), 6-15.

Fredriksen-Goldsen, K. I., Hoy-Ellis, C. P., Muraco A., Goldsen, J., & Kim, H. J. (2015). The health and well-being of lgbt older adults: disparities, risks, and resilience across the life course. In N. A. Orel & C.

A. Fruhauf (Orgs.). The lives of LGBT older adults: Understanding challenges and resilience (pp. 25-53). Washington, DC: American Psychological Association. https://doi.org/10.1037/14436-002

Groisman, D. (2002). A velhice entre o normal e o patológico. História, Ciência, Saúde. 9, 61-78. https://doi.org/10.1590/s0104-59702002000100004

Guedea, M. T. D., Albuquerque, F. J. B., Tróccoli, B. T., Noriega, J. A. V., Seabra, M. A. B., & Guedea, R. L.D. (2006). Relação do bem-estar subjetivo, estratégias de enfrentamento e apoio social em idosos. Psicologia: Reflexão e Crítica, 19(2), 301-308. https://doi.org/10.1590/s0102-79722006000200017

Henning, C. E. (2013, setembro). O panorama heteronormativo sobre a velhice e a literatura que entrelaça homossexualidade, bissexualidade, transgêneros e envelhecimento. Seminário Internacional Fazendo Gênero. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, 10.

Instituto Brasileiro de Estatística – IBGE (2000). Censo Demográfico 2000. Rio de Janeiro: IBGE.

Instituto Brasileiro de Estatística – IBGE . (2010). Censo Demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE.

Instituto Brasileiro de Estatística – IBGE . (2014). Pesquisa nacional por amostra de domicílios. Rio de Janeiro: IBGE. https://doi.org/10.21710/rch.v25i0.451

Instituto Brasileiro de Estatística – IBGE . (2015). Pesquisa nacional por amostra de domicílios. Rio de Janeiro: IBGE. https://doi.org/10.21710/rch.v25i0.451

Jodelet, D. (1989). Representações Sociais: fenômeno, conceito e teoria. Paris: Presses Universitares de France.

Kimmel, D. C. (2015). Theories of aging applied to LGBT older adults and their families. In N. A. Orel & C. A. Fruhauf (Orgs.). The lives of LGBT older adults: Understanding challenges and resilience (pp. 73-90). Washington, DC: American Psychological Association. https://doi.org/10.1037/14436-004

Maia, F. O. M (2011). Vulnerabilidade e envelhecimento: panorama dos idosos residentes no município de São Paulo. (Tese de Doutorado em Enfermagem na Saúde do Adulto). Escola de Enfermagem, Universidade de São Paulo, São Paulo, Brasil. https://doi.org/10.11606/t.7.2011.tde-24102011-080913

Marques, F. D., & Sousa, L. (2016). Portuguese Older Gay Men: Pathways to Family Integrity. Paidéia, 26(64), 149-159. https://doi.org/10.1590/1982-43272664201602

Mendes, M. R., Gusmão, J. L. D., Faro, A. C. M., & Leite, R. D. C. B. D. (2005). A situação social do idoso no Brasil: uma breve consideração. Acta paulista de enfermagem, 18(4), 422-426. https://doi.org/10.1590/s0103-21002005000400011

Morera, J. A. C., Padilha, M. I., Silva, D. G. V. da, & Sapag, J. (2015). Aspectos teóricos e metodológicos das Representações Sociais. Texto &

Contexto - Enfermagem, 24(4), 1157-1165. https://doi.org/10.1590/0104-0707201500003440014

Moscovici, S. (2003). Representações Sociais: investigações em Psicologia Social. Petrópolis: Vozes.

Mota, M. P. (2009). Homossexualidade e Envelhecimento: algumas reflexões no campo da experiência. Revista Sinais,1(06), 1981-3988.

Nascimento, A. R. A., & Menandro, P. R. M. (2006). Análise lexical e análise de conteúdo: uma proposta de utilização conjugada. Estudos e Pesquisas em Psicologia, 6(2), 1-17.

Neri, A. L. (2008). Palavras-chave em gerontologia. 2a ed. Campinas: Alínea.

Novaes, M. H. (1995). Psicologia da terceira idade: conquistas possíveis e rupturas necessárias. Rio de Janeiro: Grypho.

Orel, N. A. (2014). Investigating the needs and concerns of lesbian, gay, bisexual, and transgender older adults: The use of qualitative and quantitative methodology. Journal of homosexuality, 61(1), 53-78. https://doi.org/10.1080/00918369.2013.835236

Papalia, D. E., & Feldman, R. D. (2013). Desenvolvimento humano. Porto Alegre: Artmed.

Salgado, A. G. A. T., Araújo, L. F., Santos, J. V. O., Jesus, L. A, Fonseca, L. K. S., & Sampaio, D. S. (2017). Velhice LGBT: uma análise das representações sociais entre idosos brasileiros. Ciencias Psicológicas, 11(2), 155-163. https://doi.org/10.22235/cp.v11i2.1487

Santos, J. V. O., Vasconcelos, M. S., Camelo, L. C. S. D., Silva, R. S. S. S., Morais, T. V., Araújo, L. F. (2016). Intervenção psicogerontológica num grupo de convivência para idosos: Um relato de experiência. Psicopedagogia On Line,17, 31-41.

Santos, J. V. O., Carlos, K. P. T., Araújo, L. F., & Negreiros, F. (2017). Compreendendo a velhice LGBT: uma revisão da literatura. In L. F. Araújo; C. M. R. G. Carvalho. (Org.). Envelhecimento e Práticas

Gerontológicas, (1 ed., pp. 81-96). Curitiba-PR/Teresina- PI, Editora: CRV/EDUFPI.

Schneider, R. H., & Irigaray, T. Q. (2008). O envelhecimento na atualidade: aspectos cronológicos, biológicos, psicológicos e sociais. Estud. psicol. (Campinas), 25(4), 585-593. https://doi.org/10.1590/s0103-166x2008000400013

Silva, N. R. N. (2015). Sexualidade na velhice: a visão do idoso e os fatores influenciadores. Trabalho de Conclusão de Curso - (Bacharel em Terapia Ocupacional). Faculdade de Ceilândia, Universidade de Brasília, Brasília, DF, Brasil. https://doi.org/10.17013/risti.28.41-56

Silva, J. A. & Dalmaso, A. S. W. (2002). Agente Comunitário de Saúde: o ser, o saber, o fazer. Rio de Janeiro: Fiocruz. https://doi.org/10.7476/9788575416136.0004

Tarquino, M. L., Santos, L. V., Coutinho, M. I. B., Lima Cruz, L. H. de, & Brasil, M. L. (2015, setembro). Invisibilidade na assistência: um enfoque na atenção à saúde da população LGBT idosa. Congresso Internacional de Envelhecimento Humano, Campina Grande, Paraíba, Brasil, 4.

Vries, B. (2008). Lesbian, gay, bisexual and transgender persons in later life. In D. Carr (Ed.), Encyclopedia of the life course and human development (pp. 161–165). Farmington Hills, MI: Gale.

Vries, B. (2015). Stigma and LGBT aging: Negative and positive marginality. In N. A. Orel & C. A. Fruhauf (Orgs.). The lives of LGBT older adults: Understanding challenges and resilience (pp. 55-72). Washington,

DC: American Psychological Association. https://doi.org/10.1037/14436-003

Zimerman, G. I. (2009). Velhice: Aspectos Biopsicossociais. São Paulo: Artmed.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-8623.2019.4.30619

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.