Avaliação de habilidades relacionadas à compreensão de leitura no ensino fundamental

Adriana Satico Ferraz, Acácia Aparecida Angeli dos Santos

Resumo


Por reconhecer a relevância da compreensão de leitura para o processo de ensino e aprendizagem, esse estudo objetivou a investigação da sua relação com o reconhecimento de palavras e a consciência fonológica, bem como a contribuição de ambas as habilidades para o seu desempenho. A amostra de estudo contou com 390 alunos do 3º ao 5º anos do primeiro ciclo do Fundamental, residentes nas cinco regiões brasileiras, sendo 181 meninos e 209 meninas (M idade=9,21; DP=1,065). Os instrumentos utilizados foram dois textos de Cloze e a EREP, aplicados coletivamente, e o RACF, aplicado individualmente. Identificaram-se correlações entre a compreensão de leitura e ambas as habilidades, com destaque para a contribuição superior do reconhecimento de palavras para a compreensão de leitura. Verificaram-se, ainda, as diferenças de desempenho para as variáveis ano escolar e região de moradia. Destaca-se a iniciativa desse estudo em avaliar o desempenho dos alunos nos primeiros anos escolares na dimensão das cinco regiões brasileiras.


Palavras-chave


reconhecimento de palavras; consciência fonológica; instrução formal

Texto completo:

PDF

Referências


Alves, G. A. da Silva, Souza, M. S. da, & Baptista, M. N. (2013). Validade e precisão de testes psicológicos. In R. A. M. Ambiel, I. S. A. Rabelo, S. V. Pacanaro, G. A. da S. Alves, & I. F. A. de S. Leme (Orgs.). Avaliação Psicológica: Guia de consulta para estudantes e profissionais de psicologia (pp. 109-128). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Capovilla, A. G. S., Gutschow, C. R. D., & Capovilla, F. C. (2004). Habilidades cognitivas que predizem competência de leitura e escrita. Psicologia: Teoria e Prática, 6(2), 13-26. Recuperado de: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/ptp/v6n2/ v6n2a02.pdf

Cunha, V. L. O., & Capellini, S. A. (2016). Caracterização do desempenho de escolares do 3º ao 5º ano do ensino fundamental em compreensão de leitura. Revista CEFAC, 18(4), 941-951. doi.org/10.1590/1982-0216201618421215

Corso, H. V. & Salles, J. F. (2009). Relação entre leitura de palavras isoladas e compreensão de leitura textual em crianças. Letras de Hoje, 44(3), 28-35. Recuperado de: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/5761/4181

Cunha, N. B. & Santos, A. A. A. D. (2010). Estudos de validade entre instrumentos que avaliam habilidades linguísticas. Estudos de Psicologia (Campinas), 27(3), 305-314. doi:10.1590/S0103-66X2010000300003.

Cunha, N. B. & Santos, A. A. A. (2008). Habilidades linguísticas no ensino fundamental em escolas públicas e particulares. PSIC – Revista de Psicologia da Vetor Editora, 9(1), 35-44. doi:10.1590/S0103-66X2010000300003

Cunha, V. L. O., Silva, C. D., & Capellini, S. A. (2012). Correlação entre habilidades básicas de leitura e compreensão de leitura. Estudos de Psicologia (Campinas), 29(1), 799-807. doi:10.1590/S0103-66X2012000500016

Duran, G. R. (2009). As concepções de leitura e a produção do sentido o texto. Prolíngua, 4(2). Recuperado de: http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/prolingua/article/view/13427/7623

Ellis, A. W. (1995). Leitura, escrita e dislexia: uma análise cognitiva. Porto Alegre: Artes Médicas.

Godoy, D. M. A., Fortunato, N., & Paiano, A. (2014). Panorama da última década de pesquisas com testes de consciência fonológica. Temas em Psicologia, 22(2), 313-328. doi:10.9788/TP2014.2-04

Guimarães, S. R. K. (2004). O papel das pistas do contexto verbal no reconhecimento de palavras. Psicologia em Estudo, 9(2), 279-289. Recuperado de: http://www.scielo.br/pdf/pe/v9n2/v9n2a14.pdf

Oliveira, K. L., Boruchovitch, E., & Santos, A. A. A. (2007). Compreensão de leitura em alunos de sétima e oitava séries do ensino fundamental. Psicologia Escolar e Educacional, 11(1), 41-49. Recuperado de: http://www.scielo.br/pdf/ pee/v11n1/v11n1a05.pdf

Oliveira, K. L., Boruchovitch, E., & Santos, A. A. A. (2008). Leitura e desempenho escolar em português e matemática no ensino fundamental. Paidéia, 18(41), 531-540. Recuperado de: http://www.revistas.usp.br/paideia/article/viewFile/6491/7962

Ministério da Educação. (2006). História dos métodos de alfabetização no Brasil. Portal Mec Seminário Alfabetização e Letramento em Debate. Recuperado de: http://www.sema.edu.br/editor/fama/livros/educacao/HISTORIA%20 DA%20EDUCA%C3%87%C3%83O/HIST%C3%93RIA%20DOS%20M%C3%89TODOS%20DE%20 ALFABETIZA%C3%87%C3%83O%20NO%20BRASIL.pdf

Morais, J. (1996). A arte de ler. São Paulo: Universidade Estadual Paulista.

Mota, M. M. P. E. & Santos, A. A. A. (2009). O papel da Consciência Fonológica na leitura contextual medida pelo teste de Cloze. Estudos de Psicologia (Natal), 14(3), 207-212. Recuperado de: http://www.scielo.br/pdf/epsic/v14n3/a04v14n3

Mota, M. M. P. E. & Santos, A. A. A. (2014). O Cloze como instrumento de avaliação de leitura nas séries iniciais. Psicologia Escolar e Educacional, 18(1), 135-142. doi:10.1590/S1413-85572014000100014

Mota, M. M. P. E. D., Santos, A. A. A. D., Guimarães, S. B., & Conti, C. (2014). Evidências de validade do Roteiro de Avaliação da Consciência Fonológica (RACF). Estudos e Pesquisas em Psicologia, 14(3), 933-948. Recuperado de: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/epp/v14n3/v14n3a13.pdf

Mousinho, R., Mesquita, F., Leal, J., & Pinheiro, L. (2009). Compreensão, velocidade, fluência e precisão de leitura no segundo ano do Ensino Fundamental. Revista Psicopedagogia, 26(79), 48-54. Recuperado de: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psicoped/v26n79/v26n79a07.pdf

Pearson, P. D. & Kamil, M. L. (1978). Basic processes and instructional practices in teaching reading. Reading Education Report; 7, 1-26. Recuperado de: https://www.ideals.illinois.edu/handle/2142/17484

Pestun, M. S. V. (2005). Consciência fonológica no início da escolarização e no desempenho ulterior em leitura e escrita:

estudo correlacional. Estudos de Psicologia, 10(3), 407-412. Recuperado de: http://www.scielo.br/pdf/epsic/v10n3/

a09v10n3

Pinto, G. & Roazzi, A. (1998). Phonological and semantic devices in very young children's poems: A cross-cultural

study. Cahiers de Psychologie Cognitive, 17, 389-416. Recuperado de: https://www.researchgate.net/profile/Antonio_

Roazzi/publication/270049022_Phonological_and_semantic_devices_in_very_young_children's_poems_A_crosscultural_

study/links/549eb43b0cf257a635fe6d3c.pdf

QEdu. (2015). Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de 2015 (IDEB). Recuperado de: http://www.qedu.org.br/

Roazzi, A., Dowker, A., & Bryant, P. E. (1991). A Arte do Repente e as Habilidades Lingüísticas. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, 72(172). Recuperado de: http://www.rbep.inep.gov.br/index.php/index/index

Salgado, C. & Capellini, S. A. (2004). Desempenho em leitura e escrita de escolares com transtorno fonológico. Desempenho em leitura e escrita com transtornos fonológicos. Psicologia Escolar e Educacional, 8(2), 179-188. Recuperado de: http://www.scielo.br/pdf/pee/v8n2/v8n2a06.pdf

Santos, A. A. A. (2005). Evidências de validade de critério para o Teste de Cloze. Manuscrito não publicado. Programa de Pós-graduação Stricto-Sensu em Psicologia. Universidade São Francisco, São Paulo.

Santos, A. A. A., Boruchovitch, E., & Oliveira, K., L. (2009). Cloze: Um instrumento de diagnóstico e intervenção. (1ª ed.). São Paulo: Casa do Psicólogo.

Salles, J. F. D. & Parente, M. A. M. P. (2008). Variabilidade no desempenho em tarefas neuropsicológicas entre crianças de 2ª série com dificuldades de leitura e escrita. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 60(1), 32-44. Recuperado de: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/arbp/v60n1/v60n1a04.pdf

Seabra, A. G. & Dias, N. M. (2012). Reconhecimento de palavras e compreensão de leitura: dissociação e habilidades linguístico-mnemônicas preditoras. Neuropsicologia Latino Americana, 4(1), 43-56. Recuperado de: http://neuropsicolatina.org/index.php/Neuropsicologia_Latinoamericana/article/view/101/71

Seabra, A. G., Dias, N. M., & Montiel, J. M. (2012). Estudo fatorial dos componentes da leitura: velocidade, compreensão e reconhecimento de palavras. Psico USF, 17(2), 273-283. doi:10.1590/S1413-82712012000200011

Silva, A. C. (2012). Descobrir o princípio alfabético. Análise Psicológica, 22(1), 187-191. doi:10.14417/ap.140

Spinillo, A. G., da Mota, M. M. P. E., & Correa, J. (2010). Consciência metalinguística e compreensão de leitura:

diferentes facetas de uma relação complexa. Educar em Revista, (38), 157-171. Recuperado de: http://ojs.c3sl.ufpr. br/ojs/index.php/educar/article/view/20355/13517

Suehiro, A. C. B. & Magalhães, M. M. D. S. (2014). Relação entre medidas de Avaliação da Linguagem Escrita em estudantes do Ensino Fundamental. Psico USF, 19(3), 489-498. doi.org/10.1590/1413-82712014019003011

Suehiro, A. C. B. & Santos, A. A. A. D. (2015). Compreensão de leitura e consciência fonológica: evidências de validade de suas medidas. Estudos de Psicologia (Campinas), 32(2), 201-211. doi:10.1590/0103-166X2015000200005

Suehiro, A. C. B. & Santos, A. A. A. (2012). Roteiro de avaliação da consciência fonológica (RACF). Acta Colombiana de Psicología, 14(1), 147-154. Recuperado de: http://www.scielo.org.co/pdf/acp/v14n1/v14n1a13.pdf

Suehiro, A. C. B. & Santos, A. A. A. (2012). Validade concorrente entre instrumentos de avaliação da compreensão em leitura e da escrita. Psicologia e Argumento, 30(68), 131-138. Recuperado de: http://132.248.9.34/hevila/ Psicologiaargumento/2012/vol30/no68/11.pdf

Viana, F. L., Ribeiro, I. D. S., Maia, J., & Santos, S. (2013). Propriedades psicométricas da prova de reconhecimento de palavras. Psicologia Reflexão e Critica, 26(2), 231-240. doi:10.1590/S0102-79722013000200003




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-8623.2017.1.24376

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.