Reconhecimento de Expressões Faciais de Emoções: Padronização de Imagens do Teste de Conhecimento Emocional

Nara Côrtes Andrade, Neander Silva Abreu, Victor Riccio Duran, Tainã Jesus Veloso, Narena Alencar Moreira

Resumo


 As emoções possuem papel fundamental na socialização humana e as expressões faciais são uma importante via para a sua comunicação. O objetivo deste estudo foi obter dados de padronização para população brasileira das 83 fotografias de expressões faciais de emoções básicas que compõem o Teste de Conhecimento Emocional (EMT) e compará-los com os dados da amostra estadunidense, analisando semelhanças e diferenças culturais. Participaram 80 estudantes universitários da cidade de Salvador (Bahia, Brasil). Cada fotografia, apresentada sequencialmente através de projeção visual, foi julgada em termos de qual emoção melhor correspondia à expressão facial. Os resultados mostram bom nível de concordância no julgamento das imagens. As amostras brasileira e norte-americana julgaram 95,2% das imagens como expressando a mesma emoção. O presente estudo corrobora a hipótese de universalidade das emoções básicas, fornece imagens padronizadas para uso do EMT na população brasileira e discute diferenças culturais quanto ao julgamento da intensidade das expressões emocionais.


Palavras-chave


Emoções; Expressão facial; Cultura; Padronização.

Texto completo:

PDF




e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.