Psicologia do Desenvolvimento, Educação a Distância e as Tecnologias Digitais da Informação e da Comunicação

Fabio Scorsolini-Comin

Resumo


 

Este estudo teve por objetivo discutir as contribuições da Psicologia do Desenvolvimento para a educação a distância (EAD). Para conduzir a discussão, foram empregadas as noções de ambiente e de matriz sócio-histórica propostas por Bronfenbrenner e pela Rede de Significações, respectivamente, além dos conceitos de comunidades virtuais de aprendizagem e de cibercultura. Na EAD, a comunidade passa a abarcar o caráter da imprevisibilidade, efemeridade e também das múltiplas possibilidades de rearranjos e de formação de subcomunidades. As redes sociais também seriam orientadas por uma matriz sócio-histórica mais ampla, aliando elementos da cibercultura e das diferentes sociedades. Concluiu-se que a Psicologia do Desenvolvimento pode contribuir para novas leituras acerca da EAD e de suas possibilidades na contemporaneidade.


Palavras-chave


Psicologia do desenvolvimento; Educação a distância; Tecnologia educacional; Cibercultura.

Texto completo:

PDF




e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.