Nos bastidores da pesquisa: Dificuldades no procedimento metodológico em situações-limite

Liana Fortunato Costa, Maria Aparecida Penso, Tânia Mara Campos de Almeida

Resumo




O presente artigo se volta para o levantamento e a análise de uma série de dificuldades existentes em projetos de pesquisa-intervenção que ocorrem em contextos de sofrimento extremo, tomando como exemplo o trabalho realizado com Grupos Multifamiliares, com crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual no Distrito Federal do Brasil. Assim, visa trazer à tona questões sérias e conflituosas, de ordem da relação entre as instituições envolvidas, da prática cotidiana, da integração entre distintos saberes acadêmicos e também de ordem subjetiva, determinantes do tipo de resultado e ação encontrados em pesquisas desta natureza.

Palavras-chave: Pesquisa-ação; abuso sexual; sofrimento; subjetividade; grupos multifamiliares.


ABSTRACT


Behind the scenes of research: difficulties in methodological proceedings within extreme situations


The present article focuses the assessment and analysis of a series of difficulties within action research projects which occur in the context of extreme suffering, taking as an example the work carried out with multifamily groups which include children and adolescents victims of sexual abuse in Capital of Brazil. Thus, it aims at surfacing serious and conflicting issues concerning the relationship among the institutions involved, daily practice, integration among different academic knowledge fields and also subjective aspects which determine the kind of action and result found in that type of research.

Key words: Action research; sexual abuse; suffering; subjectivity; multifamily groups.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.