Investigação-Intervenção Psicossocial: Experiência Vista desde a Psicossociologia do Tempo Livre

Adélia Augusta Souto Oliveira, Nuria Codina

Resumo


A investigação-intervenção requer uma reflexão de seu alcance e da possibilidade de transformação da realidade. Estabelecer um diálogo com diferentes propostas permite verificar suas possibilidades e limites. Este trabalho descreve o contexto sociocultural da intervenção e as atividades realizadas com crianças e jovens em situação de desigualdade social nas comunidades litorâneas do Nordeste do Brasil. Os resultados obtidos são discutidos, a partir da perspectiva social crítica, com o uso do tempo de ócio como tempo livre para a transformação e apropriação do uso do tempo; sobretudo, atendendo à formação para a reflexão crítica sobre si mesmo. Desde esta perspectiva, sugere-se incorporar, a partir das possibilidades da apropriação e de autocondicionamento do tempo, novos objetivos e atividades nos futuros projetos de investigação-intervenção.

Palavras-chave


Investigação-intervenção psicossocial; desigualdade social; tempo livre; apropriação do tempo; si mesmo.

Texto completo:

PDF (em espanhol)


e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.