A Percepção de Meninas Sobre as Atitudes Maternas e sua Relação com a (In)satisfação Corporal

Mirena Boklis, Lucia Campos Pellanda, Cíntia Mendes Gama, Lucia Marques Stenzel

Resumo


Acredita-se que a preocupação com o corpo tem iniciado precocemente, principalmente nas meninas. Estudos têm sugerido uma relação importante entre a (in)satisfação corporal destas com atitudes maternas. Analisou-se a prevalência de (in)satisfação corporal em meninas de 8 a 10 anos e a relação com a sua percepção sobre as preocupações maternas com o próprio peso e com o da criança. A (in)satisfação foi obtida através da Childrens Figure Rating Scale e a influência materna, de um questionário de autopreenchimento. Dados antropométricos foram coletados para calcular o IMC. Das 97 meninas, 73,2% estavam insatisfeitas: 52,6% gostariam de emagrecer. Na análise bivariada apresentaram significância IMC, dieta, preocupação materna com o próprio peso e encorajamento materno para magreza. Os resultados mostram elevada prevalência de meninas insatisfeitas, sugerindo a necessidade de programas de prevenção já que tanto as atitudes maternas frente ao seu corpo e de sua filha, como o IMC, influenciaram na (in)satisfação. 

Palavras-chave


Imagem Corporal; Criança; Relações Mãe-Filho.

Texto completo:

PDF




e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.