Informações para Leitores

Revista FAMECOS, uma publicação acadêmica (A2) para ser lida.

Objetivos - O grande desafio de uma revista acadêmica é ser lida. Desde que surgiu, a Revista FAMECOS: mídia cultura e tecnologia busca atingir esse objetivo a partir de três estratégias: publicar grandes nomes do pensamento internacional, acolher os principais pesquisadores brasileiros da área e explorar os temas mais relevantes da comunicação. Para isso, só aceita artigos inéditos sobre comunicação, em língua portuguesa, inglesa, francesa, alemã ou espanhola, de pesquisadores e intelectuais vinculados a instituições de ensino superior e institutos de pesquisa, com titulação de Doutor, considerando as diversas abordagens teórico-metodológicas ao campo. A Revista FAMECOS aceita, também, resenhas de pesquisadores ou pós-graduandos que estejam, no mínimo, cursando o doutorado, desde que de caráter crítico-científico, contendo contribuição para o conhecimento, além daquele apresentado pelo autor do livro resenhado.                      

Missão - Pensar a comunicação, no entanto, não se limita a falar de comunicação. Trata-se de um campo dentro das Ciências Sociais Aplicadas que, por sua vez, integram, no sentido mais amplo e nobre, as humanidades. Não há, portanto, como se fechar aos ventos da inter, da multi e da transdisciplinaridade, mas sem jamais perder o foco. Grandes pensadores ampliam as fronteiras do pensamento e unem disciplinas. Esse exercício exige flexibilidade, sensibilidade, ousadia e movimento. É preciso, ao mesmo tempo, manter o rigor, a linha de conduta ética, a coerência, e buscar a novidade, tentar captar o ruído da mudança, o som da criação, o deslocamento das linhas de força do pensar. Ciência é método, investigação, observação e teoria, mas também é originalidade, intuição, criatividade, inovação, construção de novos horizontes e de novas metodologias.

Escopo - Uma revista acadêmica precisa ser um espaço de intensas trocas, aberta ao novo e firme nos seus princípios de rigor. Deve servir para publicar relatórios de pesquisa e interrogações sobre as grandes questões de uma época. Nesse sentido, uma revista acadêmica deve saber contemplar a teoria de ponta, a ponta da teoria, o empírico e o especulativo. Precisa abrigar autores capazes de imaginar o caminho novo e pesquisadores que trilham os novos caminhos. Deve acolher a crítica, a autocrítica e a dúvida.

Nem mesmo a ciência pode estar ao abrigo, numa revista acadêmica, da reflexão sobre os seus limites e perspectivas. Repetindo a mais tradicional bandeira do iluminismo, uma revista acadêmica deve ousar saber. Nisso, cada um sabe, há sempre o risco do erro. Fechar-se hermeticamente ao erro, porém, significa repetir paradigmas sem expô-los à contradição. Fechar-se hermeticamente numa área, por outro lado, pode significar a legitimação de um positivismo anacrônico e perigoso. Uma revista acadêmica de comunicação, sem dúvida alguma, deve estar em contato, abrir-se à conexão, buscar o ruído que, pela dissonância, produz a efervescência intelectual e cria as condições necessárias ao calor da descoberta e ao clima do dissenso criativo.

Nenhuma escola ou grade de pensamento se impõe como pensamento oficial. Nada pode desviar a Revista FAMECOS da sua missão: pensar a comunicação e comunicar o pensamento da comunicação. Em certo sentido, o mais simples título de um livro do escritor argentino Jorge Luis Borges deveria servir de guia para todas as publicações acadêmica: Discussão. Ou Discussões. Mais do que julgar ou definir, esses velhos sonhos do dogmatismo, cabe a uma publicação acadêmica fazer falar, dar a ver, trazer à tona, revelar, desvelar, descobrir, desencobrir, fazer vir, colocar em foco. Tudo isso, bem entendido, de acordo com as regras do jogo científico, sabendo-se que as próprias regras são objeto de discussão e não permanecem imutáveis.

Cada texto, parafraseando Jean-François Lyotard, é um lance argumentativo, um dado lançado no campo dos argumentos e contra-argumentos. A roda da argumentação não pára jamais de girar. Nem todos os argumentos são aceitáveis, mas todas as tentativas argumentativas precisam ser testadas, ouvidas, avaliadas, consideradas e só descartadas argumentativamente. Argumentar não é preciso. Argumentar é impreciso, arriscado, até perigosamente necessário.

Submissões- Dentre outras medidas que protegem a qualidade do pensamento científico disseminado pelos periódicos, estão os mecanismos de controle, incontornáveis nas atividades acadêmicas. Em média (a partir de 2014), são submetidos 250 artigos por ano à Revista FAMECOS. Desse total são publicados em média 45 artigos, em um total de três edições por ano.  

Avaliação - Para garantir a qualidade que nos propomos, os textos submetidos à Revista FAMECOS são encaminhados, no formato avaliação cega, para dois avaliadores externos que fazem parte do seu renomado e competente Conselho Editorial e de seus pareceristas ad hoc. Em caso de divergência nos pareceres, o texto é enviado para um terceiro avaliador. O resultado, em média, é fornecido ao autor em até 45 dias. Os artigos são publicados em até seis meses.

Acordos internacionais - A Revista FAMECOS: mídia cultura e tecnologia conta, ainda, com uma incrementada estratégia de internacionalização, através de acordos de cooperação com a Universidade Paris V (René Descartes), com o Centro de Estudos do Atual e do Quotidiano, dirigido por Michel Maffesoli, através de intercâmbio de publicações, com a Universidade Paul Valéry (Montpellier III), através de intercâmbio de publicações e com o Laboratoire de l’Information, Communication et Enjeux Scientifiques, coordenado por Dominique Wolton, e com o Institut des Sciences de la Communication do centro nacional de pesquisa científica da França, o presitigioso CNRS.

Sistema de editoração - O processo de editoração da Revista FAMECOS: mídia cultura e tecnologia é executado pelo modelo SEER (Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas) considerado uma referência internacional em termos de editoração, pois apresenta os indicadores necessários do envio à publicação do artigo.

Público alvo - Além disso, temos o compromisso em manter a periodicidade e promover a circulação da Revista FAMECOS: mídia cultura e tecnologia da forma mais abrangente possível entre alunos de graduação, pós-graduação e instituições acadêmicas e científicas tanto nacionais quanto internacionais. Desejamos atingir com a excelência dos estudos publicados pesquisadores doutores de reconhecida competência na área, ligados especialmente aos Programas de Pós-graduação em Comunicação do Brasil, América Latina, Europa e Estados Unidos.