Performance dos apresentadores dos telejornais: a construção do éthos

Yvana Fechine

Resumo


Do “locutor de notícias”, que se limitava a ler as informações com atitude distanciada e em estilo radiofônico, ao “âncora”, que se posiciona enfaticamente sobre os fatos noticiados, podemos observar, grandes transformações nos perfis dos apresentadores de telejornal. É possível identificar, especialmente a partir dos anos 90, uma tendência geral à personalização dos apresentadores, provocando, conseqüentemente, uma mudança na própria retórica dos telejornais. Essa nova estratégia retórica dos telejornais depende, agora, da ênfase dada à construção do éthos dos seus apresentadores (uma imagem construída pelo próprio discurso). Este estudo aponta características definidoras de quatro tipos de éthos entre os apresentadores brasileiros, indicando como sua configuração é determinada, preliminarmente, pelas estratégias enunciativas adotadas pelos telejornais.

Palavras-chave


Telejornal; apresentador; éthos

Texto completo:

PDF

Referências


CRUZ JUNIOR, Dilson Ferreira. O Éthos do enunciador nos romances de Machado de Assis: uma abordagem semiótica. 2006. Tese (Doutorado em Semiótica e Linguistica Geral) - Programa de Pós-graduação em Semiótica e Lingüística Geral, USP, São Paulo, 2006.

FECHINE, Yvana. Televisão e presença: uma abordagem semiótica da transmissão direta em gêneros informativos. 2001. Tese (Doutorado em Comunicação e Semiótica) - Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica, PUCSP, São Paulo, 2001.

______. Estratégias de personalização dos apresentadores do SPTV: uma abordagem semiótica do problema. In: FAUSTO NETO, Antonio et. al. (orgs.). Práticas midiáticas e espaço público. Porto Alegre: EDIPUCRS/Famecos, 2001.

FIORIN, José Luiz. O Éthos do enunciador, in A. Cortina A. R. Marchezan (org.), Razões e sensibilidades: a semiótica em foco. Araraquara (SP): Laboratório Editorial FLC/UNESP/Cultura Acadêmica Editora, 2004.

______. Semiótica e Comunicação. Galáxia – Revista Transdisciplinar de Comunicação, semiótica, cultura. São Paulo: EDUC, s/d.

______. A lógica da neutralidade: um caso de aspectualização do ator. XVIII Seminários do Grupo de Estudos Linguísticos de São Paulo. Anais... São Paulo: Dedalus/Acervo USP-FFLCH-LE, 1989.

GREIMAS, Algirdas Julien & COURTÉS, Joseph. Dicionário de semiótica (trad. port. Alceu Amoroso Lima et al.), Tomo I. São Paulo: Cultrix, 1983.

HAGEN, Sean e MACHADO, Márcia B. Jornalismo e o mito da perfeição andrógina. UNIrevista, Unisinos, Porto Alegre, v. 1, n. 3, 2006.

LANDOWSKI, Eric. Diana, in vivo, in O. Quezada Macchiavello (ed.), Froteras de la semiótica. Homenaje a Desiderio Blanco. Universidad de Lima/ Fondo de Cultura Económica: Peru, Lima, 1999.

MACHADO, Arlindo. A televisão levada a sério. São Paulo: SENAC, 2000.

SQUIRRA, Sebastião. Boris Casoy: o âncora no telejornalismo brasileiro. Petrópolis: Vozes, 1993.

VÉRON, Eliseo. Construir el acontecimento. Barcelona: Gedisa Editorial, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-3729.2008.36.4417

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Métricas por PLOS ALM. Dados disponíveis somente após 12/2014.



 


 This journal is a member of, and subscribes to the principles of, the Committee on Publication Ethics (COPE) http://www.publicationethics.org

 


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.


ISSN-L: 1415-0549 | e-ISSN: 1980-3729 | Copyright: © 2017 EDIPUCRS

Avaliação do Qualis CAPES | ÁREA CAPES - Comunicação e Informação | CLASSIFICAÇÃO - A2

REVISTA FAMECOS: publicação do Programa de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PPGCOM/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681, Prédio 7 | Bairro Partenon - CEP: 90619-900 | Porto Alegre, RS, Brasil
tel/fax: 55 51 3320.3658
e-mail: revistadafamecos@pucrs.br

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS