Althusser e Barthes: vértices epistemológicos

Roberto José Ramos, Letícia Coronel Jardim

Resumo


O início do século XXI é grifado pela obsessividade da produção discursiva, tão intrínseca à pronúncia da mídia. Não falta o discurso da hora e para qualquer hora. Tal traço se inscreve na rubrica de complexidade das formações sociais. Althusser e Barthes alinhavaram projetos teóricos, que costuram a tessitura do lingüístico e do translingüístico. Eles revelam, nos bastidores de suas diferenças, convergências. São os seus vértices epistemológicos, pertinentes à análise de discurso, que moverão os passos do presente ensaio.

Palavras-chave


Althusser; Barthes; Mídia

Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, Louis. Freud e Lacan – Marx e Freud. Rio de Janeiro: Graal, 1984.

______. Aparelhos Ideológicos de Estado. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

______. O Futuro Dura Muito Tempo. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 1992.

BARTHES, Roland. Fragmentos de um Discurso Amoroso. 13. ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1994.

______. Aula. São Paulo: Cultrix, s.d.

______. Mitologias. 9. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1993.

______. Escritores, Intelectuais, Professores e Outros Ensaios. Lisboa: Presença, s.d.

_______. Elementos de Semiologia. 10. ed. Rio de Janeiro: Cultrix, 1997.

_______. Sistema da Moda. São Paulo: Nacional e USP, 1979.

_______. Ensaios Críticos. Lisboa: Edições 70, 1971.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-3729.2002.17.3156

ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


ISSN-L: 1415-0549 | e-ISSN: 1980-3729


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.