Políticas Editoriais

Foco e Escopo

Missão - Desde que surgiu, a “Revista FAMECOS: mídia cultura e tecnologia” tem como missão avançar a fronteira do conhecimento científico na área de comunicação, selecionando artigos inéditos que apresentem novidades, ideias originais, pesquisas de alto impacto na área, uniformidade na qualidade dos artigos, tendo como referencial qualitativo a integridade científica dos pesquisadores. Como estratégia para atingir sua meta, a revista publica importantes autores internacionais da área, com nível de doutorado, bem como acolhe os principais pesquisadores brasileiros e explora os temas mais relevantes da Comunicação, que demonstrem elevado conhecimento do estado da arte nos seus diversos segmentos.

Escopo - Uma revista acadêmica precisa ser um espaço de intensas trocas, aberta ao novo e firme nos seus princípios de rigor. Deve servir para publicar relatórios de pesquisa e interrogações sobre as grandes questões de uma época. Nesse sentido, uma revista acadêmica deve saber contemplar a teoria de ponta, a ponta da teoria, o empírico e o especulativo. Precisa abrigar autores capazes de imaginar o caminho novo e pesquisadores que trilham os novos caminhos da comunicação. Deve acolher a crítica, a autocrítica e a dúvida.

Nem mesmo a ciência pode estar ao abrigo, numa revista acadêmica, da reflexão sobre os seus limites e perspectivas. Repetindo a mais tradicional bandeira do iluminismo, uma revista acadêmica deve ousar saber. Nisso, cada um sabe, há sempre o risco do erro. Fechar-se hermeticamente ao erro, porém, significa repetir paradigmas sem expô-los à contradição. Uma revista acadêmica de comunicação, sem dúvida alguma, deve estar em contato, abrir-se à conexão, buscar o ruído que, pela dissonância, produz a efervescência intelectual e cria as condições necessárias ao calor da descoberta e ao clima do dissenso criativo.

Nenhuma escola ou grade de pensamento se impõe como pensamento oficial. Nada pode desviar a Revista FAMECOS da sua missão: pensar a comunicação e comunicar o pensamento da comunicação. Em certo sentido, o mais simples título de um livro do escritor argentino Jorge Luis Borges deveria servir de guia para todas as publicações acadêmicas: Discussão. Ou Discussões. Mais do que julgar ou definir, esses velhos sonhos do dogmatismo, cabe a uma publicação acadêmica fazer falar, dar a ver, trazer à tona, revelar, desvelar, descobrir, desencobrir, fazer vir, colocar em foco. Tudo isso, bem entendido, de acordo com as regras do jogo científico, sabendo-se que as próprias regras são objeto de discussão e não permanecem imutáveis.

 

 

Políticas de Seção

Jornalismo

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Cinema

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Cibercultura

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Mídia e Cultura

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Dossiê

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Audiovisual

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Pensamento Midiático Comunicacional

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Crítica Bibliográfica

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Varia

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Opinião Pública

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A Revista Famecos trabalha com fluxo contínuo de submissões de artigos em português, inglês, espanhol e francês. Os textos recebidos para eventual publicação na Revista Famecos serão previamente avaliados por sua Equipe Editorial. Aqueles que estiverem fora dos critérios editoriais da Revista serão rejeitados, com os esclarecimentos necessários para que o autor volte a submeter o mesmo artigo à nova avaliação.

Paralelamente à avaliação, o artigo passa por uma revisão no Turnitin, programa que detecta vários tipos de plágios, indicando o endereço e o nome do artigo plagiado. A equipe editorial confere os dados. No caso de plágio, basta um parágrafo para ser devolvido ao autor, indicando o problema. No caso de autoplágio, o máximo permitido é de 10% do texto ou 50% quando for resultado de dissertação de mestrado ou tese de doutorado. Acima disso, o artigo é devolvido, com a indicação do problema. 

No caso do plágio não ser detectado pelo Turnitin e for denunciado após sua publicação, a revista fará as investigações necessárias, caso a caso, e, se confirmado, fará sua retratação, conforme orientações do COPE (Committee on Publication Ethics), disponível no endereço:

http://publicationethics.org/resources/guidelines.

Além do Turnitin, os editores estarão avaliando se o texto se enquadra dentro do escopo da revista e de seus critérios editoriais. Se não estiver, será devolvido ao autor.

Se o texto for considerado totalmente inédito, o passo seguinte diz respeito à avaliação, pelo editor executivo, dos seguintes itens:

  • Dados completos sobre a afiliação do autor, pertinência do tema aos objetivos da revista e de seus indexadores, verificação do título do autor principal (obrigatoriamente, DOUTOR), co-autor somente com título de DOUTOR ou DOUTORANDO (não aceitamos mestres, mestrandos, graduandos ou graduados), resumo com todos os dados solicitados; palavras-chave, ineditismo, submissão cega, publicação de artigo do mesmo autor na Revista Famecos de dois em dois anos; aplicação das normas da ABNT e das normas específicas da revista no que diz respeito a todos os itens; artigos com, no máximo, dois autores (no caso de três ou mais, a revista analisará caso a caso); correto e completo preenchimento dos metadados, linguagem científica, aplicação das normas gramaticais da língua portuguesa, bom vocabulário, relevância da pesquisa, número de autores de um mesmo artigo, adequação e atualização do referencial teórico.

Em sendo aprovado, o artigo passa para o estágio “Em avaliação”. Nesse estágio, o processo de avaliação segue os princípios da revisão por pares (peer review). O processo usado é o de avaliação duplo-cega, na qual os avaliadores não são identificados para os autores e vice-versa.

Nessa etapa de submissão, os editores indicam dois pareceristas, que fazem parte do seu renomado e competente Conselho Editorial e de pareceristas ad hoc. Em caso de divergência nos pareceres, o texto é enviado para um terceiro avaliador.

Os avaliadores fazem comentários e sugestões de mudanças e emitem um parecer quanto à aprovação para publicação. Os editores, de posse dessas revisões, tomam a decisão. Em caso de discrepâncias entre os avaliadores, a decisão final é do editor. Quando forem sugeridas modificações, estas serão encaminhadas aos autores e, após as correções, o artigo poderá ser reencaminhado aos avaliadores para que verifiquem se as exigências foram atendidas.

O avaliador é orientado para ler todo o manuscrito, preferencialmente fazendo anotações durante a leitura. Críticas devem ser apresentadas objetiva e construtivamente, e comentários ofensivos não são aceitos pelo editor, o qual, pelas regras de editoração científica, edita as avaliações antes de enviar aos autores.

Quando o artigo é aprovado pelos avaliadores, uma carta é enviada ao autor, comunicando que seu artigo será publicado na edição que estiver em andamento ou na posterior, dependendo do número de artigos já avaliados.

Os pareceristas são orientados para avaliar os seguintes aspectos: Conteúdo teórico e empírico, domínio da literatura científica, atualidade do tema, contribuição para a área de conhecimento específica, originalidade da abordagem, perfeita aplicação e descrição da metodologia utilizada, correta estrutura de texto e boa qualidade de redação.

Em atendendo esses critérios, os avaliadores deverão recomendar a aceitação integral do texto. Caso contrário, o avaliador poderá recusar o artigo ou sugerir modificações para nova avaliação. Nesse caso, a Comissão Editorial encaminhará as sugestões de reformulações ao autor. Se for reformulado, atendendo a todas as observações dos pareceristas, o artigo poderá ser novamente submetido à avaliação pelo site da revista, não necessitando de novos pareceres.

Se o artigo for aprovado integralmente nos itens acima citados, o artigo é publicado na Revista, no sistema Ahead of Print (AOP), que antecipa a divulgação do texto antes mesmo do fechamento total da revista. Nessa etapa, o DOI é designado e validado.

Os artigos vão sendo avaliados e postados no site, um a um, após revisão das normas da ABNT e as normas da revista, digitação e correta apresentação das referências. Após nova revisão dos autores e da equipe técnica, o texto é encaminhado para diagramação. Antes da publicação final, o autor recebe uma carta, que pede a reconfirmação do ineditismo do artigo. O texto só é postado na edição final após a resposta do autor sobre seu ineditismo e por mais uma checagem no Turnitin.

Entre a submissão e a publicação no sistema Ahead of Print, em média, leva-se 70 dias. A publicação final ocorre em exatos quatro meses (120 dias).

Detalhamento dos critérios de avaliação

A publicação de trabalhos está condicionada à aprovação por pareceristas e, em sendo o caso, ao cumprimento de suas recomendações. São levados em conta a originalidade do tratamento do tema, a consistência e o rigor da abordagem, sua contribuição para a área de Comunicação e a linha temática da revista. Os nomes dos avaliadores permanecerão em sigilo, omitindo-se também os nomes dos autores perante os mesmos.

Para aprovação dos artigos, os avaliadores devem considerar a qualidade do texto (gramática, estilística, vocabulário, linguagem científica, clareza das ideias, deduções adequadas às premissas, apropriada utilização de citações), relevância do conteúdo, correta aplicação das normas da ABNT – sistema autor-data (onde se inclui o resumo, o título e as palavras-chave), proeminência dos achados, avanço científico para área, pertinente escolha da metodologia e sua correta aplicação. Os resultados encontrados devem ser apresentados com clareza ao longo do texto ou nas considerações finais.

 

Periodicidade

Periodicidade quadrimestral a partir de 2016.

Publicação na versão eletrônica.

 

Política de Acesso Livre

Este periódico proporciona acesso aberto a todo seu conteúdo, seguindo o princípio de que tornar gratuito o acesso à pesquisa científica gera um maior intercâmbio global de conhecimento. Tal acesso está associado ao aumento da leitura e citação do trabalho de um autor. Para maiores informações sobre esta abordagem, visite Public Knowledge Project.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivamento distribuído entre as bibliotecas participantes, que permite a elas criar arquivos permanentes da revista para sua preservação e restauração. Saiba mais...

 

Dados de catalogação e depósito legal

Ficha Catalográfica elaborada pelo Setor de Tratamento da Informação da Biblioteca Central da PUCRS

É realizado o depósito legal na Biblioteca Nacional

 

Fontes de indexação

BASES DE DADOS

-  

 

- 

- Communication & Mass Media Complete (EBSCO)

- Communication Source (EBSCO)

-

 - Genamics Journal Seek

- CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades

- Gale Cengage Academic OneFile - Texto completo disponível desde 2008

- ProQuest Central New Platform - Texto completo disponível desde 2010

 - Google Scholar

**************************************

DIRETÓRIOS/REPOSITÓRIOS

-DOAJ

DIADORIM 

- SHERPA/Romeo - hosted by the University of Nottingham

- Diretório Luso-Brasileiro de Repositórios e Revistas de Acesso Aberto

- RCAAP - Repositório Científico de Acesso Aberto de Portugal

- Catálogo Nacional de Publicações Seriadas

- ROAR – Registry of Open Access Repositories


**************************************

PORTAIS

- World Cat

- OASIS.BR

- Portal de La Comunicación

- UNIVERCIENCIA - Portal da Produção Científica em Ciências da Comunicação

- LivRe

- Portal de Periódicos da CAPES

 

 

Qualis CAPES - 2013-2016

ÁREA CAPES - Comunicação e Informação

CLASSIFICAÇÃO - A2

 

Política de Taxas para Processamento de Artigos

Este periódico não cobra taxas para processamento de artigos (APCs - article processing charges).

 

Autoria

Entende-se como autor todo aquele que tenha efetivamente participado da concepção do estudo, do desenvolvimento da parte experimental, da análise e interpretação dos dados e da redação final, desde que possua o título de DOUTOR. Recomenda-se não ultrapassar o número total de três autores por artigo, sendo que o segundo e o terceiro autores podem ser DOUTORANDOS. O primeiro autor deve ser, obrigatoriamente, DOUTOR. A Revista Famecos não aceita artigos em co-autoria com mestres ou mestrandos. Caso a quantidade de autores seja maior do que um, deve-se informar ao editor responsável o grau de participação de cada um. Em caso de dúvida sobre a compatibilidade entre o número de autores e os resultados apresentados, a Comissão Editorial encaminhará uma carta solicitando que o autor principal informe qual a participação de cada autor no artigo, se todos têm condições de defender o estudo em qualquer instância e qual a contribuição científica de cada autor para o estudo. Os editores reservam-se o direito de questionar as participações e de recusar a submissão, se assim julgar pertinente.

Como a Revista Famecos entende co-autoria

Para os textos com mais de um autor, a Comissão Editorial da Revista Famecos precisa ser informada sobre a contribuição específica de cada um, tanto na concepção do texto, na coleta e interpretação dos dados como na redação.

Entende-se que a condição de autor deve ser reservada unicamente a quem deu uma contribuição intelectual significativa para a pesquisa e a redação. Seguindo a prática usual da área, são aceitos pela revista como co-autores aqueles que deram uma contribuição acadêmica substancial e direta em pelo menos dois dos seguintes componentes típicos de uma pesquisa científica:

a) Concepção e desenho;

b) Coleta e processamento dos dados;

c) Análise e interpretação dos dados.

Além disso, considera-se imprescindível que cada co-autor tenha participado direta e significativamente da redação de partes do texto.

Cada pessoa listada como autor deve, ademais, ter lido as sucessivas versões do texto e aprovar a versão final, porquanto é solidária ética e academicamente com a integralidade do seu conteúdo.

Declaração de co-autoria - obrigatória para textos com mais de um autor

Quando um texto submetido tiver dois autores ou mais, cada um deve preencher uma declaração contendo:

a) Identificação do texto: Título do texto; nomes dos autores.

b) Identificação do co-autor: Nome, nacionalidade, documento de identidade, endereço completo;

c) Descrição da participação específica em:

      1) concepção e desenho da pesquisa;

      2) coleta e processamento dos dados;

      3) análise e interpretação dos dados;

      4) detalhamento de sua colaboração na elaboração do texto final;

d) Declaração de que aprova a versão final e assume a co-responsabilidade ética e acadêmica pela integralidade do seu conteúdo.

e) Local, data e assinatura

Este documento deve ser anexado, em formato PDF, como documento suplementar, deixando desmarcada a opção “Habilitar documento aos avaliadores”.

A Comissão Editorial da Revista Famecos se reserva o direito de aceitar ou não a condição de co-autor para os respectivos participantes assim declarados.

Ao submeter um artigo para publicação na Revista Famecos, o autor concorda com os seguintes termos:

  1. O autor mantém os direitos sobre o artigo, mas a sua publicação na revista implica, automaticamente, a cessão integral e exclusiva dos direitos autorais para a primeira edição, sem pagamento.
  2. As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as opiniões da revista.
  3. Após a primeira publicação, o autor tem autorização para assumir contratos adicionais, independentes da revista, para a divulgação do trabalho por outros meios (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), desde que feita a citação completa da mesma autoria e da publicação original.
  4. O autor de um artigo já publicado tem permissão e é estimulado a distribuir o seu trabalho on-line, sempre com as devidas citações da primeira edição.

 

Conflitos de interesse e ética de pesquisa

Caso a pesquisa desenvolvida ou a publicação do artigo possam gerar dúvidas quanto a potenciais conflitos de interesse, o autor deve declarar, em nota final, que não foram omitidas quaisquer ligações a órgãos de financiamento, bem como a instituições comerciais ou políticas. Do mesmo modo, deve-se mencionar a instituição à qual o autor eventualmente esteja vinculado ou que tenha colaborado na execução do estudo, evidenciando não haver quaisquer conflitos de interesse com o resultado ora apresentado. É também necessário informar que as entrevistas e experimentações envolvendo seres humanos obedeceram aos procedimentos éticos estabelecidos para a pesquisa científica.

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.

 

Taxa de rejeição dos artigos

Em 2016, a Revista Famecos recebeu 115 artigos. Deste total, 59 foram aprovados para publicação, representando 51,8% de aceitação e uma taxa de rejeição de 48,2%.

 

 

Pareceristas Ad Hoc

Acesse informações sobre pareceristas Ad Hoc  em 2017

 

Acesse informações sobre pareceristas Ad Hoc em 2016

 

Acesse informações sobre pareceristas Ad Hoc  em 2015