A crescente preocupação com a integração de saberes através do currículo

Emerson Bianchini Estivalete

Resumo


Partindo do pressuposto de que é possível acreditar em uma prática pedagógica que permita a real integração de saberes, o presente artigo busca elucidar o estado do conhecimento relativo à necessidade da constante busca dos processos educacionais envolvidos nesta integração. A partir da crença de que este é um ideal a ser perseguido, sobretudo no que tange às organizações curriculares, esse estudo pretende analisar não apenas de que forma, mas também em que contextos as questões em torno da organização do currículo integrado estão sendo abordadas em trabalhos científicos. A metodologia de construção do estado de conhecimento acerca da temática foi realizada com base no levantamento das publicações disponibilizadas no site da ANPEd, bem como no Banco de Teses da CAPES. O levantamento das pesquisas encontradas indica que, ao longo dos anos, vem aumentando o interesse da comunidade acadêmica pela temática da integração de saberes através do currículo, haja vista o número de trabalhos encontrados que propõe reflexões sobre o assunto.


Palavras-chave


educação; currículo; integração de saberes.

Texto completo:

PDF

Referências


BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.

BRASIL, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9394/96, de 20 de dez de 1996. Disponível em: http://www4.planalto.gov.br/legislação.

CIAVATTA, Maria. A Formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. In: FRIGOTTO, Gaudêncio;

CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (Org.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

FRIGOTO, Gaudêncio. Concepções e Mudanças no Mundo do Trabalho e no Ensino Médio. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (Org.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

GADOTTI, Moacir; BARCELOS, Eronita Silva. Construindo a escola Cidadã no Paraná. Brasília: MEC, 1993. (Cadernos de Educação Básica).

GOODSON, Ivor F. Currículo: teoria e história. 7. ed. Petrópolis (RJ): Vozes, 1995.

MCKERNAN, James. Currículo e imaginação: teoria do processo, pedagogia e pesquisa-ação. Trad. Gisele Klein. Porto Alegre: Artmed, 2009.

PACHECO, José Augusto. Escritos curriculares. São Paulo: Cortez, 2005.

PISTRAK, Moisey Mikhaylovic. Fundamentos da escola do trabalho. São Paulo: Expressão Popular, 2000.

RAMOS, Marise Nogueira. Possibilidades e desafios na organização do currículo integrado. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria; RAMOS, Marise (Org.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. São Paulo: Cortez, 2005.

SACRISTÁN, J. Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Trad. Ernani F. da F. Rosa. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

SANTOMÉ, Jurjo Torres. Globalização e interdisciplinaridade: o currículo integrado. Trad. Cláudia Shiling. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1998.

SAVIANI, Dermeval. Sobre a concepçãodepolitecnia. Rio de Janeiro: EPSJV Fiocruz, 1989.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto político-pedagógico da Escola: uma construção possível. Campinas: Papirus, 2003.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/2179-8435.2016.1.17791

>

e-ISSN: 2179-8435

*********************************

Avaliação do Qualis CAPES - 2016

ÁREA CAPES - Educação

CLASSIFICAÇÃO - B2

ÁREA CAPES – Ensino

CLASSIFICAÇÃO – B1


Indexado em:
 

REDIB 

 *********************************

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS