A AGENCY INDÍGENA NA PAMPA BONAERENSE: O CASO DAS MISSÕES DE PAMPAS E SERRANOS

Juliana Aparecida Camilo da Silva

Resumo


O presente trabalho se propõe a analisar a formação e curto espaço de existência de três missões erguidas por padres jesuítas na pampa bonaerense no século XVIII. Estas reduções se encontravam em um território de fronteira, ou seja, uma localidade que estava fora da jurisdição da Coroa Espanhola e ali viviam índios independentes. Dessa forma, esta fronteira não se reduzia ao isolamento entre dois mundos, ou ainda, a demarcação da dicotomia branco e índio, bem pelo contrário, este local era uma “zona de contato” (PRATT, 1999). A vista disso estudaremos o tema das missões jesuíticas a partir do viés indígena, apresentaremos os índios dos “bastidores para o palco” (ALMEIDA, 2010). A metodologia para este trabalho será de leitura da literatura de referência e da pesquisa em fontes primárias, especialmente nos documentos produzidos pelos jesuítas. Elas serão analisadas com base nos aportes teóricos atuais que sugerem a pertinência darmos relevância a agency indígena.

Palavras-chave


Missões Austrais. Agency Indígena. Fronteira

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 2178-3748


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.