Uma estética da deriva digital em Mar de Sophia, de Rui Torres

Vinicius Carvalho Pereira

Resumo


Na era da revolução digital, identidades e discursos se revelam cada vez mais impermanentes, em uma liquidez cara às telas de cristal dos aparatos tecnológicos que hoje medeiam parte significativa dos encontros entre leitores e textos literários. A fim de indagar os impactos da crescente liquefação cultural e discursiva no âmbito da lírica contemporânea, este artigo analisa a obra digital Mar de Sophia, de Rui Torres. Misturando recursos multimídia e procedimentos da lírica moderna, Torres relê poemas de Sophia de Mello Breyner Andresen, transpostos para o suporte digital e transcriados por recursos intertextuais de recorte, colagem e hibridação. Interessa-nos, sobretudo, compreender como elementos semióticos presentes nos textos da poetisa portuguesa são relidos em uma estética da deriva e da liquidez no softwarepoema de Rui Torres, o qual põe em deslize na tela os sintagmas de Andresen – flutuação do signo poético análoga à da navegação no cyberespaço.

********************************************************************

An Aesthetics of the Digital Leeway in Mar de Sophia, by Rui Torres

Abstract: In the era of digital revolution, identities and discourses are growingly more impermanent, in a liquidity similar to that of the crystal screens of technological devices. Such devices mediate a significant share of the encounters between readers and literary texts nowadays. In order to question the impacts of the growing cultural and discursive liquefaction on contemporary poetry, we herein analyze the digital poem Mar de Sophia, by Rui Torres. By mixing multimedia resources and structures from modern poetry, Torres revisits poems by Sophia de Mello Breyner Andresen, which were transposed into the digital medium and transcreated by intertextual procedures of cutting, pasting and hybridization. We aim to understand how semiotic elements from texts by Andresen are revisited in an aesthetics of leeway and liquidity in the software-poem by Rui Torres. Such software sets Andresen’s phrases adrift on the screen, so that the poetic sign floats the same way one surfs in the cyberspace. 

Keywords: Rui Torres; Digital poetry; Sophia de Mello Breyner Andresen; Leeway; Liquidity


Palavras-chave


Rui Torres; Poesia digital; Sophia de Mello Breyner Andresen; Deriva; Liquidez

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner. Obra poética I, II e III. Lisboa: Caminho, 1991.

______. Dual. Ed. definitiva. Lisboa: Caminho, 2004.

______. O nome das coisas. Lisboa: Moraes editores, 1977.

BARBOSA, Pedro. O computador como máquina semiótica. Revista de Comunicação & Linguagens. Lisboa, Universidade Nova de Lisboa, n. 29, abr/2001. Disponível em . Acesso: jul. 2016.

BONACHO, Fernanda do Rosário Farinha. A leitura em ambiente digital: transliteracias da comunicaçã o. 2003. 215f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Nova de Lisboa. 2003.

GENETTE, Gérard. Palimpsestos: a literatura de segunda mão. Trad. Cibele Braga et al. Belo horizonte: Ediçõ es Viva Voz, 2010.

JAKOBSON, Roman. Linguística e comunicação. Tradução J. Blikstein e José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 1992.

PESSOA, Fernando. Mensagem – Poemas esotéricos. Ediçã o crítica; coordenaçã o de José Augusto Seabra. Madrid; Paris; México; Buenos Aires; São Paulo; Rio de Janeiro; Lima: ALLCA XX (Ediçõ es Unesco), 1996.

PO.EX. Arquivo Digital da PO.EX. 2016. Disponível em . Acesso em 15 ago 2016.

SANTAELLA, Lúcia. Navegar no ciberespaço: o perfil cognitivo do leitor imersivo. São Paulo: Paulus, 2004.

TORRES, Rui. Mar de Sophia. 2004. Disponível em . Acesso em 20 ago 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-4276.2017.1.25206

ISSN-L: 1982-8527

e-ISSN: 1983-4276

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

  

Copyright: © 2006-2018 EDIPUCRS