Intelectuais portugueses e brasileiros: tópicos para uma discussão de hibridismo cultural

Tania Martuscelli

Resumo


Este estudo financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian em Portugal, faz parte de um projeto monográfico mais longo, (Des)Conexões entre Portugal e o Brasil: Séculos XIX e XX (Lisboa: Colibri, 2016), que propõe uma revisão da relação entre os dois países. Com base teórica no hibridismo cultural, o ensaio segue o já bastante conhecido estudo de Homi Bhabha. No presente caso, no entanto, propõe-se pôr em destaque a relação intrínseca entre as culturas do lado de cá e de lá do Atlântico. O trabalho tem como data inicial a histórica independência do Brasil e segue alguns momentos específicos do universo cultural dos dois países que, por vezes, podem ser considerados duas faces de uma mesma moeda.

*******************************************************************

Portuguese and Brazilian Intellectuals: Topics for a Discussion about Cultural Hibridity

Abstract: This paper is part of a book-length research project financed by Calouste Gulbenkian Foundation in Portugal: (Dis)Connections between Portugal and Brasil – 19th and 20th centuries (Lisbon: Colibri, 2016). I propose the revision of the relationship between the two countries based on the theory of cultural hybridity, as Homi Bhabha puts it in his celebrated work. In the present study, however, I a highlight the intimate relationship between the two cultures from both sides of the Atlantic. My starting point is the historic moment of the Brazilian Independence, and continues through a path of encounters that are specific to the cultural universe of the two countries. I posit that, sometimes, we can regard Brazil and Portugal as “two sides of the same coin.”

Keywords: cultural hybridity; Luso-Brazilian literature; cultural studies; Brazil and Portugal.


Palavras-chave


hibridismo cultural; literatura luso-brasileira; estudos culturais; Brasil e Portugal.

Texto completo:

PDF

Referências


A Águia, n. 37. Biblioteca Nacional Digital. http://purl.pt/12152. Acesso em: 3 abr. 2016.

ANDRADE, João Pedro de. Ambições e limites do neo-realismo Português. Lisboa: Acontecimento, 2002.

AUGUSTI, Valéria. Polêmicas literárias e mercado editorial Brasil-Portugal na segunda metade do século XIX. In: I Seminário Brasileiro sobre Livro e História Editorial. Rio de Janeiro: Casa Rui Barbosa, 2004. 8p.

BANDEIRA, Manuel. Correspondência de Eça de Queiroz para a imprensa brasileira. In: PEREIRA, Lúcia Miguel; REYS, Câmara (Org.). Livro do Centenário de Eça de Queirós. Lisboa; Rio de Janeiro: Edições Dois Mundos, 1945. p.167-182.

BARBOSA, Luísa Maria Gonçalves Teixeira. O ideário republicano nas relações Brasil/Portugal, 1880-1891. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Letras, Universidade de Lisboa, Lisboa, 2002.

BHABHA, Homi. The Location of Culture. Londres: Routledge, 1997.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. São Paulo: Editora Nacional, 1976.

FARO, Arnaldo (Org.). Os brasileiros. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2008.

JÚDICE, Nuno. O ano de todas as rupturas. In: Dix , Steffen (Org.). O ano do Orpheu 1915. Lisboa: Tinta da China, 2015. p. 53-66.

MEMMI, Albert. The Colonizer and the Colonized. Trad. de Howard Greenfield. Boston: Beacon Press, 1967.

MOTA, Carlos Guilherme. Viagem Incompleta. Experiência Brasileira 1500-2000. São Paulo: Editora Senac, 2000.

MOTTA, Roberto. Integração e Miscigenação em Gilberto Freyre: uma originalidade luso-brasileira In: SANTOS, Boaventura de Sousa; COHN, Amélia; CAMARGO, Aspásia (Org.). O Diálogo dos 500 Anos: Brasil-Portugal entre o passado e o futuro. Rio de Janeiro: EMC Edições, 2001. p. 105-131.

MULLER, Fernanda Suely. (Re)vendo as páginas, (re)visando os laços e (des)atando os nós: as relações literárias e culturais luso-brasileiras através dos periódicos portugueses (1899-1922). Tese (Doutorado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011.

NUNES, Cassiano. O Lusitanismo de Eça de Queirós. Rio de Janeiro: C.E.B., 1947.

OLIVEIRA, Lúcia Lippe. Ordem e Progresso. In: SANTOS, Boaventura Sousa; COHN, Amélia; CAMARGO, Aspásia (Org.). O Diálogo dos 500 Anos: Brasil-Portugal entre o passado e o futuro. Rio de Janeiro: EMC Edições, 2001. p. 191-214.

QUEIRÓS, Eça de. A correspondência de Fradique Mendes. In: Obras de Eça de Queiroz. Porto: Lello & Irmãos, 1966. Vol. I.

QUEIRÓS, Eça de. Novos factores da política portuguesa. Lisboa: Editorial Nova Ática, 2007.

REIS, António; Louren ço, Eduardo et al. Revistas, Ideias e Doutrinas – Leituras do Pensamento Contemporâneo. Lisboa: Livros Horizonte, 2003.

REIS, Carlos. Enlaces e desenlaces: reflexões sobre a dualidade e a pluralidade. In: SANTOS, Gilda (Org.). Brasil e Portugal 500 anos de enlaces e desenlaces. Rio de Janeiro: Real Gabinete Português de Leitura, 2001. Vol. 2. p. 81-89.

RIO, João do (João Barreto). A alma encantadora das ruas. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

SARAIVA, Arnaldo. O “Frustrado” e Abençoado Orpheu. In: Dix , Steffen (Org.). O ano do Orpheu 1915. Lisboa: Tinta da China, 2015. p. 407-420.

SARAIVA, Arnaldo. O modernismo brasileiro e o modernismo português – subsídios par ao seu estudo e para a história das suas relações. Porto: [S.n.], 1986.

SILVA, Isabel Corrêa da. Espelho Fraterno – o Brasil e o republicanismo portugês na transição para o século XX. Lisboa: Divina Comédia Editores, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-4276.2016.2.24242

ISSN-L: 1982-8527

e-ISSN: 1983-4276

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

  

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS