A nova poesia de Ana Luísa Amaral e Paulo Henriques Britto

Márcia Melo Araújo

Resumo


Este é um estudo analítico e interpretativo do poema “O excesso mais perfeito”, de Ana Luísa Amaral, e dos poemas “Sonetilho de verão”, “Pomo (de Mínima lírica)” e “Ontologia sumaríssima”, de Paulo Henriques Britto, destacados poetas da atualidade literária portuguesa e brasileira, respectivamente. Esse estudo tem como proposta uma reflexão, baseada na metalinguagem e no dialogismo intertextual, sobre o fazer poético dos respectivos poetas lusófonos. A rigor, pretende-se, numa perspectiva metapoética, compreender o diálogo que esses poemas promovem, tendo como resultado a produção da nova poesia de Ana Luísa Amaral e de Paulo Henriques Britto.

Palavras-chave


poesia brasileira e portuguesa; Ana Luísa Amaral e Paulo Henriques Britto; diálogo intertextual

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS