Espaço, nação e identidade no romance Venenos de Deus, remédios do Diabo , de Mia Couto

Antonia Pereira de Souza

Resumo


Venenos de Deus, remédios do Diabo, o mais recente romance de Mia Couto, ao confrontar personagens portugueses e moçambicanos, explora temas vinculados à formação híbrida de Moçambique. O objetivo deste artigo é investigar como as categorias de nação e identidade são exploradas na narrativa romanesca. O suporte teórico está alicerçado nos estudos pós-coloniais e nos estudos culturais.

Palavras-chave


Romance; espaço; nação; identidade; hibridismo.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS