ANÁFORA INDIRETA E PRODUÇÃO DE SENTIDO EM REDAÇÕES DO ENSINO FUNDAMENTAL

Hélio Rodrigues Júnior

Resumo


Este artigo trata da referenciação, sobretudo daquela constituída implicitamente, ocorrida por anáforas indiretas, em produções textuais de alunos do Ensino Fundamental. Partindo dos estudos situados no campo da Linguística Textual, como fazem Mondada e Dubois (2003), Koch (2002, 2003, 2004, 2005, 2006), Marcuschi (2003, 2005, 2007) e Schwarz (2007), temos como objetivo analisar a contribuição das anáforas indiretas para a construção do sentido. O corpus desse trabalho constitui-se de trinta e cinco textos escritos por alunos da 8ª. série (atual 9º. ano), para análise desse processo. Considerando os dados analisados, os produtores de textos fazem uso de referências implícitas, levando o leitor/ouvinte a processar o sentido.

Palavras-chave


Referenciação; Anáfora indireta; Construção de sentido.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS