Explorando uma interface entre a escritura e a consciência

Jésura Lopes Chaves

Resumo


O presente estudo objetiva tecer reflexões sobre as relações existentes entre escritura e consciência. Trata-se, sobretudo, de objetos que perpassam as áreas da Linguística e da Psicologia. Nesse limiar, emerge a Psicolinguística, disciplina autônoma que, num primeiro momento, constitui-se como uma área de pesquisa interdisciplinar ao abranger aspectos comuns às duas ciências. Numa interface externa, inserem-se a escritura e a consciência como objetos que interessam, respectivamente, à Linguística e à Psicologia. Numa interface interna, pode-se estudá-los pelo prisma da Psicolinguística e da Psicologia Cognitiva. A escritura, pelo viés psicolinguístico, pode tanto abranger os processos cognitivos que operam no cérebro de um escritor como o produto que resulta da ação direta de um agente. A consciência, por sua vez, contempla uma variedade de definições. Adota-se aqui a concepção de consciência como o conhecimento que as pessoas têm de seus objetos mentais, sejam eles percepções, imagens ou sentimentos. Nesse sentido, procura-se analisar a natureza da escritura e da consciência por se pressupor que consistem em processos cognitivos que exercem influência mútua.

Palavras-chave


interface; escritura; consciência.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS