Memória e testemunho em "À mão esquerda", de Fausto Wolff

Paulo Alex Souza

Resumo


O artigo aborda o romance À mão esquerda, de Fausto Wolff, focando no aspecto memorialístico dos discursos dos diversos narradores que compõem a narrativa. Analisamos os diferentes modos como são configurados tais discursos, destacando suas características formais e seus conteúdos.

Palavras-chave


memória; testemunho; formas narrativas

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.