Elixir do Pajé e Origem do Mênstruo: a omissão da historiografia literária

Glauciane Reis Teixeira

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo realizar uma investigação sobre os motivos que levaram aos silêncios e omissões da produção erótica de Bernardo Guimarães, pela historiografia literária. Partimos da hipótese de que a produção poética erótica desse poeta foi ignorada e/ou excluída para a margem do sistema literário, pois é elaborada através de uma linguagem de baixo calão, com termos chulos, com intenção de rebaixar os mitos e provocar o riso, dotada de características que tocam na fronteira entre o pornográfico e erótico

Palavras-chave


Historiografia; Literatura erótica; Bernardo Guimarães

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS