Viagem iniciática e processo de individuação em Os ambulantes de Deus , de Hermilo Borba Filho

Juliana Santos

Resumo


Este trabalho apresenta uma proposta de estudo da novela Os ambulantes de Deus (1976), de Hermilo Borba Filho, e enfatiza os conceitos de viagem iniciática e de individuação, observáveis na narrativa. A partir das teorias de Mircea Eliade, Marcel Brion e Arnold Van Gennep, foi discutido o caráter iniciático da viagem empreendida pelas personagens e, a partir dos postulados de Jung, foi apresentado o processo individuativo experenciado por elas, principalmente pela personagem Dulce-Mil-Homens, a partir da rememoração e da reelaboração dos fatos vividos até o momento da partida.

Palavras-chave


Hermilo Borba Filho; Os ambulantes de Deus; viagem iniciática; individuação

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS