O subterrâneo intimismo de Úrsula : uma análise do romance de Maria Firmina dos Reis

Maria Socorro Assis Monteiro

Resumo


Úrsula é um romance publicado em 1859, por Maria Firmina dos Reis, escritora maranhense, negra e pobre, que inaugura em nossas letras, a trajetória do romance de introspecção, que evoca os sentimentos e sensações das personagens, para além de um tempo cronológico, como é característico dos romances dessa natureza. A proeza da narradora está em criar personagens que se interpelam na narrativa, abrindo espaço para o fluxo de consciência, à revelia de uma narradora que tenta pôr em ordem as expectativas dos leitores.

Palavras-chave


tempo, intimismo, introspecção, personagem

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS