Sobre a universalidade do grupo clítico como domínio de regras fonológicas e seu status na Hierarquia Prosódica

Carina Silva Fragozo

Resumo


Há tempos o status do grupo clítico como constituinte da hierarquia prosódica é discutido. De um lado, autores como Nespor e Vogel (1986) argumentam em favor de sua presença na hierarquia prosódica, e de outro, autores como Peperkamp (1997) procuram explicar por que esta presença não é adequada. Além de discutir esses diferentes pontos de vista, este artigo busca uma regra fonológica que seja domínio exclusivo do grupo clítico na língua inglesa, o que argumentaria em favor de seu lugar na hierarquia prosódica. Assim, este artigo apresenta a redução vocálica no inglês, a fim de questionar a universalidade do grupo clítico como domínio de regras. Palavras-Chave: Grupo Clítico; Hierarquia Prosódica; Redução Vocálica.

Palavras-chave


Grupo Clítico; Hierarquia Prosódica; Redução Vocálica.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS