Relação entre transtorno de processamento auditivo e dificuldades

Maria Inês Dornelles da Costa-Ferreira, Carla Baggio Savio

Resumo


Objetivo: Verificar se as crianças que apresentam transtorno de processamento auditivo apresentam dificuldades na compreensão leitora. Métodos: a amostra constitui-se de 40 sujeitos de 8 e 12 anos. Os instrumentos utilizados para a avaliação foram: audiometria, imitanciometria, testes de processamento auditivo e de compreensão leitora. Para a análise estatística utilizou-se o Pacote Computacional VARBRUL. Resultados: das 40 crianças participantes da pesquisa, 23 (57%) apresentaram dificuldade de compreensão leitora. Quanto aos subperfis de alteração do processamento auditivo, o de decodificação, foi o mais alterado nas crianças. Quanto à idade e à série, observa-se que as crianças com 8 anos e as pertencentes à 2ª série foram as que apresentaram maior dificuldade de compreensão leitora. Conclusão: confirmou-se a co-ocorrência entre as variáveis estudadas.

Palavras-chave


compreensão; leitura; perda auditiva central; aprendizagem.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS