"A menina das bolhinhas de sabão": uma jornada rumo à alteridade

Ana Cláudia Munari

Resumo


Desde Telêmaco, os heróis adultos depositam suas armaduras no território infantil, geralmente com o mesmo propósito de servir de exemplo aos pequenos. Se o homem já era herói de si mesmo no romance, na literatura infanto-juvenil era esse mesmo homem que assumia o papel de herói, um adulto – seja travestido de animal, rei ou mesmo criança – que tinha por missão educar e formar a infância recém descoberta, através de sua jornada exemplar. Neste artigo, uma nova configuração de personagem é considerada: o herói-criança – estabelecido na perspectiva social contemporânea, em que uma nova problemática se configura como desafio a esse herói –, através da análise da jornada da personagem Ana Maria, do texto A menina das bolhinhas de sabão, de Antonio Hohlfeldt, e seu posicionamento de acordo com a teoria de Carol Pearson em O herói interior.

Palavras-chave


literatura infantil; herói; alteridade; Menina das bolhinhas de sabão.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS