Ficções da tradução, traduções da ficção: o caso Ricardo Piglia

Iuri Almeida Müller

Resumo


Este artigo busca observar de que maneira se dá, no âmbito da obra do escritor argentino Ricardo Piglia, o incessante trânsito entre a tradução e a
ficção na sua escritura; a análise parte de textos como Los diarios de Emilio Renzi, os contos de Nombre falso e os ensaios de Crítica y ficción, obraschave
para a compreensão de um dos projetos mais originais da literatura argentina do século XX. Busca-se, também, compreender a função e o
espaço da tradução na história literária argentina e a importância do texto estrangeiro para a formação da literatura nacional, em discussão que
igualmente se orienta a partir da produção de Ricardo Piglia.


Palavras-chave


Ricardo Piglia. Literatura argentina. Teoria da tradução.

Texto completo:

PDF

Referências


FORNET, Jorge. ‘Homenaje a Roberto Arlt’ o la literatura como plagio. Nueva Revista de Filología Hispánica, v. 42, n. 1, p. 115-141, 1994.

https://doi.org/10.24201/nrfh.v42i1.1826

HEMINGWAY, Ernest. Hombres sin mujeres. Tradução de Ricardo Piglia. Buenos Aires: Fausto, 1977.

PIGLIA, Ricardo. Los diarios de Emilio Renzi: Años de formación. Barcelona: Anagrama, 2015.

PIGLIA, Ricardo. Los diarios de Emilio Renzi: Un día en la vida. Barcelona: Anagrama, 2017.

PIGLIA, Ricardo. Crítica y ficción. Barcelona: Anagrama, 2001.

PIGLIA, Ricardo. Nombre falso. Buenos Aires: Debolsillo, 2014.

PIGLIA, Ricardo. Sarmiento escritor. In: SARMIENTO, Domingo Faustino. Facundo. Tradução de Júlio Pimentel Pinto. São Paulo: Cosac Naify, 2010.

PREMAT, Julio. Héroes sin atributos. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2009.

TABAROVSKY, Damián. Piglia traductor. Nexos. Ciudad de Mexico, 1 oct. 2015.

Disponível em: https://www.nexos.com.mx/?p=26449. Acesso em: 2 ago. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2019.1.32002

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS