A retórica da pós-verdade

Marcella Machado de Campos, Maria Cecília Pérez de Souza e Silva

Resumo


O objetivo deste artigo é problematizar o “fenômeno da pós-verdade”, escolhida como a palavra do ano de 2016 pela Oxford Dictionaries, mais especificamente, seu potencial de se instaurar como desmemória discursiva (PAVEAU, 2013a, 2015) como correlato de alienação da verdade na produção de narrativas fantasiosas que repercutem na sociedade democrática contemporânea. Tal qual introduzida por Paveau partindo do conceito de memória discursiva proposto por Courtine, a noção de desmemória discursiva se caracteriza pelo desvio de um sentido primeiro cujo efeito favorece, para além do enunciador implicado naquele discurso, dada conjuntura. A partir de duas declarações polêmicas, uma de Donald Trump e outra de Kellyanne Conway, conselheira da Casa Branca, foram analisadas, sob o pano de fundo de uma crise de representatividade política em nível mundial, as manobras enunciativas empreendidas pelos respectivos enunciadores, permitindo depreender que a desmemória discursiva, seja por retificação ou ressignificação, opera como um dos recursos argumentativos no bojo da linguagem que assegura à pós-verdade o status de novo normal na atualidade.


Palavras-chave


Desmemória discursiva; Pós-verdade; Discurso político.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUMAN, Zygmunt; DONSKIS, Leonidas. Cegueira moral. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

COURTINE, Jean-Jacques. Análise do discurso político: o discurso comunista endereçado aos cristãos. Trad. Cristina de Campos Velho Birck et al. São Carlos: EduFSCar, 2009.

COURTINE, Jean-Jacques. Metamorfoses do discurso político: as derivas da fala pública. Trad. Nilton Milanez; Carlos Piovezani Filho. São Carlos: Claraluz, 2006.

DEBORD, Guy. Sociedade do espetáculo. Trad. Estela dos Santos Abreu; Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

DONOT, Morgan; RODRÍGUEZ, Darío; SERRANO, Yeny. Introduction. À propôs des notions de leader et le leadership. In: Leaders et leaderships dans les démocraties contemporaines. Orgs. Donot, Morgan; Rodríguez, Darío; Serrano, Yeny. Strasbourg: Presses Universitaires de Strasbourg, 2016.

PAVEAU, Marie-Anne. Linguagem e moral: uma ética das virtudes discursivas. Trad. Ivone Benedetti. Campinas: Editora da Unicamp, 2015.

PAVEAU, Marie-Anne. Os pré-discursos – sentido, memória, cognição. Campinas-SP: Pontes, 2013a.

PAVEAU, Marie-Anne. Memória, des-memória, a-memória: quando o discurso volta-se para seu passado. Trad. Jocilene Santana Prado; Eduardo Lopes Piris. EID&A – Revista Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação, Ilhéus, n. 5, p. 137-161, dez. 2013b.

“Post-truth”. Oxford Dictionaries. Oxford: Oxford University Press, 2016. . Acesso em: 14 dez. 2016.

RODRÍGUEZ, Darío. Le lien charismatique dans des démocraties (re)personnalisées. Défis conceptuels et méthodologiques. In: Leaders et leaderships dans les démocraties contemporaines. Orgs. Donot, Morgan; Rodríguez, Darío; Serrano, Yeny. Strasbourg: Presses Universitaires de Strasbourg, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2018.s.30589

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS