Memória e amnésia sexista: repertórios de exclusão das escritoras oitocentistas

Anna Faedrich

Resumo


Este texto mostra como a hostilidade para com as escritoras mulheres se relaciona ao gradual desaparecimento delas da memória e história literária brasileira. Em alguns casos de desencorajamento, por parte de uma crítica que desqualifica – de forma explícita ou velada, com ou sem razão – qualquer produção literária de autoria feminina, talentos foram interrompidos. Em outros casos, notamos o esforço por parte das escritoras para enfrentar a dominação masculina no meio literário e intelectual. O propósito deste texto é apresentar repertórios de exclusão das
escritoras oitocentistas.


Palavras-chave


Literatura de autoria feminina; História da Literatura Brasileira; Memória; Esquecimento; Crítica Literária.

Texto completo:

PDF

Referências


AMÁLIA, Narcisa. “Uma carta”, a Alfredo Sodré. O Garatuja, Resende, 19 abr. 1889. In: REIS, Antônio Simões dos. Narcisa Amália. Rio de Janeiro: Organizações Simões, 1949. p. 103.

AMÁLIA, Narcisa. Carta a José Palmela. A República, 11 maio 1873. In: OSCAR , João. Narcisa Amália: vida e poesia. Campos: Lar Cristão, 1994. p. 64.

AMÁLIA, Narcisa. Carta. A Família, 31 dez. 1886. In: OSCAR , João. Narcisa Amália: vida e poesia. Campos: Lar Cristão, 1994. p. 63.

AMÁLIA, Narcisa. “A mulher no século XIX”. In: RA MALHO, Christina. Um espelho para Narcisa: reflexos de uma voz romântica. Rio de Janeiro: Elo, 1999. p. 128-132.

AMÁLIA, Narcisa. Nebulosas. Apresentação e posfácio de Anna Faedrich. 2ed. Rio de Janeiro: Gradiva Editorial; Fundação Biblioteca Nacional, 2017.

ARA ÚJO, Gilberto. “Auta ou o nome também engana”. In: ARA ÚJO, Gilberto. Literatura Brasileira: pontos de fuga. Rio de Janeiro: Verve, 2014. p. 185-214.

ASSIS, Machado de. Notícia da atual literatura brasileira. Instinto de Nacionalidade. Obra completa. Vol. III. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1992.

BARR ETO, Lima. Correspondência. Tomo I. São Paulo: Brasiliense, 1956.

BARR ETO, Lima. Correspondência. Tomo II. São Paulo: Brasiliense, 1956b.

BERTHA, Albertina. Exaltação. Organizadora Anna Faedrich. Porto Alegre: Gradiva, Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional, 2015.

BILAC, Olavo. Prefácio da 1ª edição. In: SOUZA, Auta de. Horto, outros poemas e ressonâncias: obras reunidas. Organização Alvamar Medeiros, Ana Laudelina Ferreira Gomes e Angelita Araújo. Natal: EDUFRN – Editora da UFRN , 2009, p. 29-31.

BLOEM, Rui. “O primeiro romance brasileiro: retificação de um erro da história literária do Brasil”. In: ORTA, Teresa Margarida da Silva e. Obra reunida. Introdução, pesquisa bibliográfica e notas de Ceila Montez. Rio de Janeiro: Graphia Editorial, 1993. p. 219-233.

BOSI, Alfredo. História concisa da Literatura Brasileira. 43. ed. São Paulo: Cultrix, 2006.

BOURDIEU, Pierre. Meditações pascalinas. Tradução Sergio Miceli. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

CAN DIDO, Antonio. Formação da Literatura Brasileira: momentos decisivos 1750-1880. 13ª ed. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2012.

CASTRICIAN O, Henrique. Prefácio da 2ª edição. In: SOUZA, Auta de. Horto, outros poemas e ressonâncias: obras reunidas. Organização Alvamar Medeiros, Ana Laudelina Ferreira Gomes e Angelita Araújo. Natal: EDUFRN – Editora da UFRN , 2009, p. 33-35.

ELTON, Elmo. O noivado de Bilac. Com a correspondência inédita do poeta à sua noiva – D. Amélia de Oliveira. Rio de Janeiro: Organização Simões, 1954.

HOLAN DA, Aurélio Buarque de. Introdução. In: TEIXEIRA E SOUSA, Antônio Gonçalves. O filho do pescador. São Paulo: Melhoramentos, 1977. p. 5-26.

LIMA, Alceu Amoroso. Prefácio da 3ª edição. In: SOUZA, Auta de. Horto, outros poemas e ressonâncias: obras reunidas. Organização Alvamar Medeiros, Ana Laudelina Ferreira Gomes e Angelita Araújo. Natal: EDUFRN – Editora da UFRN , 2009. p. 37-38.

LOBATO, Monteiro. “Em pleno sonho, 1926”. In: LOBATO, Monteiro. Na antevéspera. São Paulo: Globo, 2008.

MACHADO DE ASSIS, Joaquim Maria. “Nebulosas”. Semana Illustrada, n. 629, 29 dez. de 1872.

MONTEIRO, Rosa. Histórias de mulheres. Tradução de Joana Angélica d’Avila Melo. Rio de Janeiro: Agir, 2008.

ORTA, Teresa Margarida da Silva e. Obra reunida. Introdução, pesquisa bibliográfica e notas de Ceila Montez. Rio de Janeiro: Graphia Editorial, 1993.

PAIXÃO, Sylvia Perlingeiro. “Narcisa Amália”. In: MUZAR T, Zahidé Lupinacci (Org.). Escritoras brasileiras do século XIX. 2. ed. rev. Florianópolis: Editora Mulheres; Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2000, p. 534-552.

REIS, Antônio Simões dos. Narcisa Amália. Rio de Janeiro: Organizações Simões, 1949.

REIS, Maria Firmina dos. Úrsula. São Luís: Tipografia do Progresso, 1859.

SOUZA, Auta de. Horto, outros poemas e ressonâncias: obras reunidas. Organização Alvamar Medeiros, Ana Laudelina Ferreira Gomes e Angelita Araújo. Natal: EDUFRN – Editora da UFRN , 2009.

TELLES, Norma. “Escritoras, escritas, escrituras”. In: DEL PRIORE, Mary. História das mulheres no Brasil (Org.). 10. ed. 2ª reimpressão. São Paulo: Contexto, 2013. p. 401-442.

WOOLF, Virginia. Um teto todo seu. Tradução de Bia Nunes de Sousa, Glauco Mattoso. São Paulo: Tordesilhas, 2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2018.s.30477

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS