A constituição de sentido no discurso publicitário sob a perspectiva da semântica argumentativa

Leyla Ely, Alessandra da Silveira Bez, Angela Derlise Stübe

Resumo


Este artigo analisa a constituição de sentido no gênero publicitário, discutindo-o por meio da Semântica Argumentativa. Para isso, verificamos diferentes textos publicitários de épocas distintas à luz da Teoria dos Blocos Semânticos. A seleção do material se deu pelo critério de trabalhar com anúncios dos anos 1960 e 2012/13. As publicidades foram retiradas da internet, com o propósito de relacionar, e discutir, linguisticamente, pares de anúncios publicitários de produtos como cigarro, bebida alcoólica e automóvel. Também averiguamos a importância da imagem nos anúncios, discutindo seu valor a partir da leitura de Toldo (2002) sobre a semiótica de Peirce (2000). Já, Carel e Ducrot (2005) fundamentam a teoria central deste trabalho. Os resultados apontam que apesar da equivalência na seleção dos produtos, o significado obtido pelas relações linguísticas constitutivas dos enunciados não são os mesmos, isso porque a especificidade e o propósito de cada publicidade são diferentes. Além disso, conforme os pressupostos teóricos utilizados, a imagem se demonstrou complementar ao discurso verbal, pois o sentido do anúncio é indicado pelo linguístico.


Palavras-chave


Semântica argumentativa; Discurso publicitário; Teoria dos Blocos Semânticos; Relação intralinguística.

Texto completo:

PDF

Referências


aNSCOMBRE, Jean-Claude; DUCROT, Oswald. L'argumentation dans la langue. Paris: Mardaga, 1983.

BAKHTIN, Mikhail. Os gêneros do discurso. In: BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. 6. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011. p. 277-289.

CAREL, Marion; DUCROT, Oswald. La Semántica Argumentativa. Una Introducción a la Teoría de los Bloques Semánticos. Edición literaria a cargo de María Marta Negroni y Alfredo M. Lescano. Buenos Aires: Colihue, 2005.

DUCROT, Oswald. Argumentação retórica e argumentação linguística. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 44, n. 1, p. 20-25, jan./mar. 2009.

DUCROT, Oswald. Polifonía y argumentación. Conferencias del seminario teoría de la argumentación y análisis del discurso. Calli: Universidad del Valle, 1990.

MULLHER, Lucas. Dia Nacional de Combate ao Fumo. [jul. 2012]. Disponível em: . Acesso em: ago. 2016.

PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 2000.

PROPAGANDAS HISTÓRICAS. Cachimbo Bull Dog (Mulher por Perto) – 1969. [s.d.]. Disponível em: . Acesso em: Ago. 2016.

PROPAGANDAS HISTÓRICAS. Cerveja Malzbier (Beber no Trabalho) – 1967. [s.d.]. Disponível em: . Acesso em: ago. 2016.

PROPAGANDAS HISTÓRICAS. Volkswagen Fusca (Conversível) – Anos 60. [s.d]. Disponível em: . Acesso em: set. 2016.

PLUGCITÁRIOS. Volkswagen homenageia o cliente. [out. 2013]. Disponível em: Acesso em: set. 2016.

ROCHA, Simone Maria; SILVA, Vanessa R. de Lacerda e. Publicidade e representações sociais: articulações reveladas pela antipublicidade. Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação, XXX Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, set. 2007, Santos.

TOLDO, Claudia Stumpf. A relação entre palavra e imagem no texto publicitário: linguagens que argumentam. Letras de hoje, Porto Alegre, v. 37, n. 3, p. 149-162, set. 2002.

ZAMPAR, Silvia. Dia do trabalho e trabalhador. [maio 2012]. Disponível em: . Acesso em: ago. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2018.2.28686

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS