A paulada erudita d' um Leminski popular: o problema da língua na literatura brasileira pela perspectiva de dois poemas

Keissy Guariento Carvelli, Ricardo André Ferreira Martins

Resumo


O artigo explora a atualização do problema da língua pela perspectiva de dois textos do poeta Paulo Leminski (1944-1989): o poema "Invernáculo" (1986) e o conto semiótico "O assassino era o escriba" (1985). Apresentam-se, inicialmente, as relações entre a formação do estado nação e das comunidades linguísticas, lançando mão dos conceitos de Pierre Bourdieu (1997) e da concepção histórica de Eric Hobsbawm (1990). Ainda, mobilizam-se os processos de gramatização da Língua Portuguesa no Brasil, tendo como foco as formulações do romancista José de Alencar, considerando as reivindicações por uma linguagem literária genuinamente brasileira. Assim, o problema da língua será apresentado em Paulo Leminski como grau máximo de atualização do tema, demonstrando pontos de contato com a tradição da ruptura, conceito caro à Literatura Brasileira.


Palavras-chave


Literatura Brasileira; Língua Portuguesa; Paulo Leminski.

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Mirhiane Mender de Abreu. A sistematização da linguagem literária em Alencar. Revista Via atlântica, Universidade de São Paulo, v. 6, n. 1, p. 135-145, out. 2003. Disponível em: . Acesso em: 13 nov. 2017.

ALENCAR, José de. Carta ao Sr. Joaquim Serra (1874). In: COUTINHO, Afrânio (Org.). Caminhos do pensamento crítico. Rio de Janeiro: Ed. Americana, Prolivro, 1974. Vol. II.

ALENCAR, José de. Carta sobre a confederação de Tamoios (1856). In: COUTINHO, Afrânio (Org.). Caminhos do pensamento crítico. Rio de Janeiro: Ed. Americana, Prolivro, 1974. Vol. II.

ALENCAR, José de. Pós-escrito a Diva. (1864). In: COUTINHO, Afrânio (Org.). Caminhos do pensamento crítico. Rio de Janeiro: Ed. Americana, Prolivro, 1974. Vol. II.

ANDRADE, Mário de (1893-1945). Aspectos da literatura brasileira. São Paulo: Martins, 1974.

BOSI, Alfredo. O tempo e os tempos. In: NOVAES, Adauto (Org). Tempo e História. São Paulo: Companhia das Letras: Secretaria Municipal da Cultura, 1992.

BOURDIEU, Pierre. A economia das Trocas Lingüísticas: o que falar quer dizer. São Paulo: Editoria da Universidade de São Paulo, 2008.

CABAÑAS, Tereza. Os surpreendentes caminhos da estética: A poesia marginal dos anos 70 (9-36). Revista Chilena de Literatura, n. 88, dic. 2014. Disponível em: . Acesso em: 03 ago. 2017.

CALLOU, Dinah. Da História social à História Lingüística: O Rio de Janeiro no século XIX. In: ALKMIN, Tania Maria [Org.]. Para a história do Português Brasileiro. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP, 2002. Vol. III: Novos Estudos. p. 281-292.

COUTINHO, Afrânio. Caminhos do pensamento crítico. Rio de Janeiro: Pallas; Brasília: INL, 1972. Vol. I.

DIAS, Gonçalves. Carta ao Dr. Pedro Nunes Leal (1848). In: COUTINHO, Afrânio (Org.). Caminhos do pensamento crítico. Rio de Janeiro: Ed. Americana, Prolivro, 1974. Vol. II.

ELIOT, T. S. O uso da poesia e o uso da crítica: estudos sobre a relação da crítica com a poesia na Inglaterra. Tradução: Cecilia Prada. São Paulo: É Realizações, 2015.

FRIEDRICH, H. Estrutura da lírica moderna. 2. ed. Trad. Marise M. Curioni. São Paulo: Duas Cidades, 1991.

GUIMARÃES, Eduardo. Sinopse dos estudos do português no Brasil: a gramatização brasileira. In: ORLANDI, Eni; GUIMARÃES, E. (Org.). Língua e cidadania: o português no Brasil. São Paulo: Pontes, 1996.

HOBSBAWM, Eric. Nações e nacionalismos desde 1780: programa, mito e realidade. Trad. Maria Celia Paoli, Ana Maria Quirino. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1990.

LEITE, Elizabeth Rocha. Leminski: o poeta da diferença. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo/Fapesp, 2012.

LEMINSKI, Paulo. Envie meu dicionário: cartas e alguma crítica. São Paulo: Editora 34, 1999.

LEMINSKI, Paulo. Toda poesia. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

MAGALHÃES, Domingos José de. Discurso sobre a história da literatura do Brasil (1836). In: COUTINHO, Afrânio (Org.). Caminhos do pensamento crítico. Rio de Janeiro: Ed. Americana, Prolivro, 1974. Vol. II.

MARCUSE, Herbert. A arte na sociedade unidimensional. In: ADORNO, Theodor et al. Teoria da cultura de massa. Comentários e seleção de Luiz Costa Lima. São Paulo: Paz e Terra, 2000. p. 259-270.

PELLEGRINI, Domingos. Minhas lembranças de Leminski. São Paulo: Geração editorial, 2014.

POUND, E. O ABC da literatura. Trad. Augusto de Campos e José Paulo Paes. 2. ed. São Paulo: Cultrix, 1973.

PRADO JÚNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo. In: SANTIAGO, Silviano (Org.). Intérpretes do Brasil. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2002. Vol. 3.

SILVA, Rosa Virgínia Mattos e. De fontes sócio-históricas para a história social linguística do Brasil: em busca de indícios. In: SILVA, Rosa Virgínia Mattos e. (Org.) Para a história do português brasileiro. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP: FAPESP, 2001. p. 275-302.

VITRAL, Lorenzo. Língua Geral versus Língua Portuguesa: A influência do processo civilizatório. In: SILVA, Rosa Virgínia Mattos e (Org.) Para a história do português brasileiro. Sâo Paulo: Humanitas/FFLCH/USP: FAPESP, 2001. p. 303-315.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2018.1.28576

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS