Ensino do verbo gustar em espanhol para brasileiros: intervenção pedagógica baseada na instrução de processamento

Elena Ortiz Preuss

Resumo


Este artigo apresenta uma pesquisa que visou analisar efeitos da instrução de processamento (VANPATTEN, 2005), na aprendizagem do verbo gustar, por aprendizes brasileiros de espanhol. Essa instrução se baseia em processos psicolinguísticos que subjazem à compreensão do
input, observando as estratégias naturais de processamento e suas convergências e divergências com o sistema-alvo da aquisição. Nessa perspectiva, preparamos uma sequência de atividades nas quais a atenção dos aprendizes foi manipulada durante o processamento do input para facilitar o intake e o estabelecimento de conexões entre forma e significado. A pesquisa foi desenvolvida com aprendizes, em nível inicial, divididos entre grupo experimental e controle. Na primeira parte do estudo, os grupos realizaram pré e pós- teste, contendo tarefas de julgamento de gramaticalidade, de identificação do sujeito das frases e de produção de frases, intercalados pelo período de instrução de processamento, aplicada somente ao grupo experimental. Na segunda parte, o grupo experimental recebeu também a instrução tradicional (que prevê produção da estrutura-alvo) sobre o verbo gustar e realizou outro pós-teste. Os resultados não evidenciaram diferenças significativas entre os grupos, mas mostraram que a instrução de processamento aliada à instrução tradicional pode trazer benefícios ao processo de aquisição e uso da estrutura-alvo, pois torna a aprendizagem mais eficaz.


Palavras-chave


Gustar; Input; Instrução de processamento.

Texto completo:

PDF

Referências


ABIO, Gonzalo. Me llamo Pedro y me duele la cabeza no es lo mismo ni da igual. Presentación de los verbos con pronombre en los libros de E/LE para brasileños. In: Anais do I Congresso Nordestino de Espanhol. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2008. p. 165-177.

BADDELEY, A; ANDERSON, M. C.; EYSENCK, M. W. Memória. Porto Alegre: Artmed, 2011.

CADIERNO, Teresa. El aprendizaje y la enseñanza de la gramática en el español como segunda lengua. Marco ELE: Revista de Didáctica ELE, n.10. p. 1-18, 2010,

CADIERNO, Teresa. Formal instruction from a processing perspective: An investigation into the Spanish past tense. The Modern Language Journal, v. 79, n. 2, p. 179-193, 1995.

CAMPOS, Héctor. Transitividad e intransitividad. In: BOSQUE MUÑOZ, Ignacio; DEMONTE BARRETO, Violeta (Dir.). Gramática descriptiva de la lengua española. Tomo 2. Las Construcciones sintácticas fundamentales: relaciones temporales, aspectuales y

modales. Madrid: Espasa Calpe, 2000. p. 1519-1574.

CANÇADO, Márcia, Verbos psicológicos: uma classe relevante gramaticalmente? Veredas, v. 16, n. 2, p.1-18, 2012.

COLUCCIELLO, Mariarosaria. Los verbos psicológicos en español e italiano. Cultura Latinoamericana, v. 22, n. 2, p. 97-115, 2015.

DELBECQUE, Nicole; LAMIROY, Béatrice. La subordinación sustantiva: Las subordinadas enunciativas en los complementos verbales. In: BOSQUE MUÑOZ, Ignacio; DEMONTE BARRETO, Violeta (Dir.). Gramática descriptiva de la lengua española. Tomo 2. Las Construcciones sintácticas fundamentales: relaciones temporales, aspectuales y modales. Madrid: Espasa Calpe, 2000. p.1965-2082.

DOUGHTY, Catherine; WILLIAMS, Jessica (Ed.). Focus on Form in Classroom Second Language Acquisition. Cambridge, MA: CUP, 1998.

ELLIS, Rod. Language teaching research & language pedagogy. Oxford: Wiley-Blackwell, 2012.

ELLIS, Rod. La adquisición de segundas lenguas en un contexto de enseñanza: análisis de las investigaciones existentes. Auckland: Ministry of Education, New Zealand, 2005. Disponível em: . Acesso em 24 jan 2017.

ELLIS, Rod. Teaching and Research: Options in Grammar Teaching. TESOL Quarterly, v. 32, n. 1, p. 39-60, 1998.

FIELD, Andy. Descobrindo a estatística usando o SPSS. Porto Alegre: Artmed, 2009.

FINGER, I.; ORTIZ-PREUSS, Elena. Atenção ao input e aprendizagem: o papel da instrução explícita na aquisição do espanhol como L2. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 44, n. 3, p. 78-85, 2009.

GASS, Susan; SELINKER, Larry. Second Language acquisition: an introductory course. 3. ed. New York: Routledge, 2008.

MARTINS, Carla. Manual de análise de dados quantitativos com recurso ao IBM SPSS: saber decidir, fazer, interpretar e redigir. Braga: Psiquilibrios Edições, 2011.

MIOTO, Carlos; SILVA, Maria Cristina Figueiredo; LOPES, Ruth Elizabeth Vasconcellos. Novo manual de sintaxe. Florianópolis: Insular, 2004.

ORTEGA, Lourdes. Understanding second language acquisition. New York, Routledge, 2013.

ORTIZ-PREUSS, Elena; SANZ, Cristina. Aquisição de L2: Interação entre variáveis externas e internas. In: ORTIZ-PREUSS, Elena; COUTO, Elza K. N. N. do; RAMOS, Rui M. do (Org.). Múltiplos olhares e linguística e linguística aplicada. Campinas: Pontes, 2016. p. 121-134.

REAL ACADEMIA ESPAÑOLA; Asociación de Academias de la Lengua Española. Nueva Gramática de la lengua española – Manual. Madrid: Espasa Libros, 2010.

SANZ, Cristina. Adult SLA: The interaction between external and internal factors. In: SANZ, C. (Ed.). Mind and Context in adult second language acquisition: methods, theory, and practice. Washington DC: GUP, 2005. p. 3-20.

SCHMIDT, Richard. Attention. In: ROBINSON, Peter (Ed.). Cognition and second language instruction. Cambridge University Press, 2001. p. 3-32.

SOARES, Eduardo Correa; MENUZZI, Sérgio de Moura. Introduzindo e problematizando papéis temáticos e hierarquias temáticas: uma questão de interfaces. Signo, v. 35, n. 59. Santa Cruz do Sul: EdUNISC, 2010. p. 13-43.

VANPATTEN, Bill. Processing instruction. In: SANZ, Cristina (Ed.). Mind and Context in adult second language acquisition: methods, theory, and practice. Washington DC: GUP, 2005. p. 267-281.

VANPATTEN, Bill. Processing Instruction: An Update. Language Learning, v. 52, n. 4, p. 755-803, 2002.

VANPATTEN, Bill. Input Processing and Grammar Instruction in Second Language Acquisition. Ablex Publishing Corporation: New Jersey, 1996.

VANPATTEN, Bill.; OIKKENON, Soile. Explanation versus structured input in processing instruction. Studies in Second Language Acquisition. v. 18, n. 4, p. 495-510, 1996.

VANPATTEN, Bill.; SANZ, Cristina. From input to output: Processing instruction and communicative tasks. Second language acquisition theory and pedagogy. 1995. p. 169-185.

VANPATTEN, Bill.; CADIERNO, Teresa. Input processing and second language acquisition: A role for instruction. The Modern Language Journal. v. 77, n. 1, p. 45-57, 1993.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2017.2.26410

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS